Minerva Foods: oferta sai a R$ 11 por ação

Empresa ofertou um total de 50,625 milhões de papeis

A Minerva Foods, empresa de alimentos, captou R$ 556,875 milhões em sua oferta de ações primária e secundária. O preço por ação foi definido em R$ 11, 4,3% menor do que a cotação encerrada no pregão desta quarta-feira (R$ 11,50).

Conforme dados registrados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o total de ações da oferta foi de 50,625 milhões de papéis. Esse volume mostra que foi exercido lote principal de 37,5 milhões de ações, o lote suplementar de 5,625 milhões de papéis e o adicional, de 7,5 milhões de ações. Caso o lote suplementar não seja exercido em até 30 dias, a oferta pode ser reduzida em R$ 61,875 milhões. O prazo de exercício do lote suplementar se estende até 27 de dezembro.

Conforme a Minerva Foods, no prospecto da operação, a oferta secundária poderia corresponder até 7,5 milhões de ações, ou 20% a mais do que o volume inicialmente ofertado, no âmbito da colocação das ações adicionais. A data de início das negociações desses papéis na BM&FBovespa é dia 30 de novembro, sendo 04 de dezembro a liquidação da oferta e 28 de maio de 2013 encerramento da operação.

Do total dos recursos captados, 65% serão utilizados para “equilíbrio” da estrutura de capital, que pode incluir, pagamento parcial ou total do endividamento bancário atual. Ao final de setembro, a dívida total da Minerva Foods era de R$ 2,612 bilhão e a dívida líquida, R$ 1,646 bilhão. No curto prazo, os débitos somam R$ 549,037 milhões e no longo, R$ 2,063 bilhões.

Os 35% restantes serão aplicados para o financiamento de plano de investimentos. A fatia correspondente à oferta secundária, de R$ 82,5 milhões (equivalente a 7,5 milhões de ações) será destinada aos acionistas vendedores VDQ Holdings, empresa da família fundadora da Minerva Foods, a Vilela de Queiroz. A oferta está sendo realizada no Brasil e no exterior. Os coordenadores são BTG Pactual (líder), Credit Suisse, HSBC, Morgan Stanley e Espírito Santos Investment Bank.