Minério de ferro recua de máxima de 20 meses na China

Além disso, uma importante província produtora de aço da China proibiu a retomada de usinas de aço antes fechadas

Manila – Os contratos futuros do minério de ferro na China caíram 6% nesta terça-feira, afastando-se de uma máxima de 20 meses, após medidas das autoridades para arrefecer ganhos rápidos.

Além disso, uma importante província produtora de aço da China proibiu a retomada de usinas de aço antes fechadas.

A bolsa de Dalian aumentou as taxas de transação dos contratos futuros de minério de ferro para 0,018%, ante 0,009%, a partir de terça-feira.

O minério de ferro para setembro, o contrato mais negociado na bolsa de Dalian, fechou em queda de 6%, a 450,50 iuanes (69,36 dólares) por tonelada.

Ele tocou 502 iuanes na segunda-feira, seu mais alto valor desde agosto de 2014.

“As altas dos futuros guiadas por especulação não são sustentáveis e a consolidação pode ter algumas repercussões no mercado spot”, disse Helen Lau, da Argonaut Securities em nota.

O minério de ferro para entrega imediata no porto de Tianjin da China caiu 1,38%, a 64,10 dólares por tonelada, de acordo com o The Steel Index.