Mineradoras e telecomunicações ajudam bolsa de Londres

Às 7h53 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha alta de 0,07 por cento, a 1.402 pontos

As ações europeias tinham leves variações nesta terça-feira, após ensaiarem uma recuperação seguindo a valorização das ações de mineradoras e de companhias de telecomunicações e de alguma estabilização nos mercados chineses, um dia após dados fracos da indústria da China dispararem profunda venda generalizada.

Às 7h53 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha alta de 0,07 por cento, a 1.402 pontos, após cair 2,5 por cento na segunda-feira, sua maior queda de um dia desde o começo de dezembro.

Reguladores chineses se esforçaram para apoiar os mercados acionários do país no começo desta terça-feira, com o banco central injetando dinheiro dentro do sistema e os reguladores acionários sugerindo que pode restringir a venda de ações pelos principais acionistas.

“Os mercados chineses conseguiram se estabilizar com esperanças de que o banco central e as autoridades vão tomar medidas para apoiar o crescimento econômico. E eles tem um bom arsenal, como a redução da taxa de compulsório e da taxa de juros”, disse o chefe de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets, Philippe Gijsels.

As ações de companhias de telecomunicação tinham desempenho acima da média, após a operadora Orange confirmar que estava em conversas preliminares sobre fusão com a rival Bouygues Telecom.

Os papéis da Bouygues subiam cerca de 1 por cento, os da Altice tinham alta de quase 3 por cento. A Orange avançava pouco mais de 1 por cento.

O índice de matérias-primas STOXX 600 tinha valorização de cerca de 1 por cento. As ações da Anglo American , da BHP Billiton e da Glencore subiam de 0,8 a 2,3 por cento.