Mineradora peruana é melhor ação do mundo, com alta de 460%

Recuperação dos preços da prata impulsionou a alta impressionante de uma mineradora peruana pouco conhecida, a Hochschild

O avanço mais impressionante do mercado de ações neste ano é o de uma mineradora peruana pouco conhecida impulsionada pela recuperação da prata.

A Hochschild Mining, que opera três minas no Peru e uma na Argentina, subiu 460 por cento em 2016, superando todas as outras empresas do índice Bloomberg World, formado por 5.125 ações. Os papéis caíam 5,2 por cento nas negociações em Londres nesta quinta-feira.

Os preços mais elevados da prata, a produção nova de sua principal mina, Inmaculada, no Peru, e a desvalorização do peso argentino transformaram a ação na favorita dos investidores.

A Hochschild reduziu dívidas e deverá reportar seu primeiro lucro após três anos de prejuízos.

Agora a estratégia da empresa é se concentrar em encontrar novas reservas de prata e ouro perto das minas atuais e usar uma fatia maior de sua capacidade de processamento, segundo Ignacio Bustamante, CEO da Hochschild. Ele planeja evitar a compra de qualquer novo ativo.

“Haverá muita pressão dos investidores para que não haja fusões e aquisições”, disse Bustamante. “Tem havido muita destruição de valor em termos de aquisições”.

Futuro chato

Trata-se de mais um exemplo de como as empresas de mineração redefiniram sua ambição. Após acumular bilhões de dólares em dívidas na corrida para satisfazer a demanda da China por commodities, muitas delas agora estão em sentido inverso.

Os níveis de dívidas estão caindo porque as empresas estão reduzindo custos, vendendo ativos e indo atrás apenas das minas mais rentáveis.

O CEO da Rio Tinto resumiu a história no mês passado quando disse que a segunda maior mineradora do mundo poderia ser “monótona” por um bom tempo.

No entanto, para as empresas produtoras de prata o ano trouxe uma recuperação surpreendente. Os metais preciosos subiram com os sinais de que o Federal Reserve manterá as taxas de juros baixas, aumentando o apelo de investimentos que não geram rendimento.

A prata subiu 37 por cento em 2016 e está a caminho do maior ganho anual desde 2010.

O segundo melhor desempenho do índice Bloomberg World também é de uma produtora de prata. A Coeur Mining, que tem sede em Chicago, subiu 390 por cento neste ano.

Para Hochschild, é provável que os ganhos da melhor ação do mundo já tenham ficado no passado, segundo analistas da BMO Capital Markets.

Não existem “catalisadores significativos para o futuro, certamente não como a desalavancagem do balanço da empresa do início do ano”, informou o banco em um relatório na semana passada.