Mineradora chinesa de bitcoin Canaan Creative fará IPO de US$ 400 mi

É terceira tentativa de abrir capital da empresa após fracassos na China e Hong Kong

Pequim — A Canaan Creative, uma das maiores fabricantes de equipamentos para mineração de bitcoin da China, fez registro para oferta pública inicial de ações na Nasdaq para levantar 400 milhões de dólares, em sua terceira tentativa de abrir capital após fracassos na China e Hong Kong.

A companhia, que se descreve como a segunda maior projetista e fabricante de equipamentos para mineração de bitcoin, pretende usar os recursos do IPO para financiar pesquisa em inteligência artificial e tecnologia blockchain, além de pagar dívidas.

A empresa não informou por que está tentando de novo um IPO neste momento. A companhia tentou se listar na China três anos atrás por meio de uma fusão reversa e fez novo pedido a reguladores de Hong Kong no ano passado. Em ambas as vezes as autoridades tiveram dúvidas sobre o modelo de negócios e perspectivas para a companhia.

O pedido de IPO na Nasdaq foi feito pouco depois do presidente chinês, Xi Jinping, encorajar na semana passada o desenvolvimento de tecnologia blockchain, o que fez ações de empresas do setor e moedas digitais dispararem.

Fundada em 2013, a Canaan projeta e vende circuitos integrados de alta performance e é responsável pelos equipamentos de mineração de bitcoin Avalon. Os bancos que estão assessorando a companhia no IPO são Credit Suisse, Citigroup, China Renaissance e CMB International.