Merrill Lynch reduz preço-alvo para Gafisa após resultados

Projeção para as ações passou de R$ 10 para R$ 8,1; recomendação é de compra

São Paulo – A equipe de análise do Bank of America Merrill Lynch rebaixou o preço-alvo para as ações da Gafisa (GFSA3) após a publicação dos resultados do terceiro trimestre e da revisão das estimativas para os lançamentos da construtora em 2011 e 2012. O novo valor estimado é de 8,10 reais, ante os 10 reais esperados anteriormente. A recomendação é de compra.

A incorporadora anunciou na segunda-feira uma queda superior a 50% no lucro líquido na comparação com o mesmo período do ano passado. O valor ficou abaixo dos 101,2 milhões de reais esperados pelo mercado, segundo a Reuters. A receita líquida subiu 5%, para 1 bilhão de reais. A queima de caixa reduziu para 56 milhões de reais, contra 148 milhões de reais no segundo trimestre.

A Gafisa também revisou para baixo a estimativa de lançamentos para 2011 de uma faixa entre 5 a 5,6 bilhões de reais para 3,5 a 4 bilhões de reais. A expectativa é de um fluxo de caixa positivo durante os próximos trimestres e uma dívida líquida sobre patrimônio líquido abaixo de 60%.

Os analistas Carlos Peyrelongue, Fanny Oreng e Ariel Simis revisaram as projeções para ajustar a análise ao novo guidance. O banco espera lançamentos de 3,9 bilhões de dólares em 2011 e também para 2012. “Além disso, esperamos que as vendas contratadas neste e no próximo ano se igualem aos lançamentos”, explicam.

Os números da Gafisa no trimestre reforçaram a nova estratégia da empresa. Um dos principais reflexos da recente postura foi o grande crescimento da margem bruta (Lucro Bruto sobre a Receita Operacional Líquida). O indicador saltou 850 pontos-base, para 29,5%. Segundo a empresa, o avanço é reflexo de uma maior concentração de projetos da AlphaVille, segmento que deverá seguir tendência de aumento de contribuição dos lançamentos futuros.

O reflexo dos resultados na bolsa foi enorme. Apenas nesta semana, o tombo das ações da Gafisa chega a 18%.