Mercado europeu tem pior trimestre desde final de 2008

Índice que mede as bolsas do continente fechou em baixa e acumula queda de 17,3% no trimestre

Londres – O principal índice das ações europeias fechou em queda nesta sexta-feira, terminando o trimestre com a pior performance desde final de 2008, devido ao aumento das preocupações de que o crescimento global esteja paralisando. Dados manufatureiros fracos vindos da China foram a mais recente evidência a sugerir uma desaceleração.

O FTSEurofirst 300, que mede o desempenho dos principais papéis do continente, caiu 1,6 por cento, para 918 pontos, segundo dados preliminares nesta sexta-feira. No trimestre, o índice desabou 17,3 por cento, maior baixa para o período desde o final de 2008.

O desempenho trimestral também foi afetado por preocupações com a crise de dívida na zona do euro, com formuladores de política monetária ainda devendo um plano sustentável para amenizar a situação.

O índice de montadoras de automóveis e o de mineradoras estiveram entre os de pior desempenho nesta sexta-feira, em baixa de 4,6 por cento e 2 por cento, respectivamente, após fracas notícias da China. Esses setores também tiveram a pior performance ao longo do trimestre.

“Os fracos dados manufatureiros da China estão preocupando o mercado”, disse o diretor geral da SVM Asset Management, Colin McLean, acrescentando que qualquer revisão para baixo no crescimento chinês vai atingir as ações de mineradoras, uma vez que os estoques vão crescer e adicionar pressão sobre os preços.

“Temos uma posição baixa em mineradoras há mais de um ano, cortamos a participação de importantes mineradoras em nossa carteira desde julho e não estamos mudando nossa posição.”

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,32 por cento, a 5.128 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,44 por cento, para 5.502 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,51 por cento, a 2.981 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,39 por cento, para 14.836 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 0,53 por cento, a 8.546 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 1,25 por cento, para 5.891 pontos.