LLX e Hering sobem forte; Ibovespa valoriza quase 7% na semana

Dólar segue rumo à sua maior sequência de baixas em cinco meses

São Paulo – Com uma valorização de 6,5% na semana, o Ibovespa opera com ganhos neste último pregão da semana. Na máxima do dia, o principal índice da bolsa brasileira subia 1.4%, aos 58.979 pontos. Já em 2011, o desempenho ainda é negativo em 15,5%.

As bolsas de valores da Europa também mostravam fôlego e caminham para o maior ganho semanal desde o começo da crise financeira, no final de 2008.

Em queda, o dólar segue rumo à sua maior sequência de baixas em cinco meses com a expectativa de aumento do fluxo de recursos para o Brasil após o governo ter anunciado ontem a retirada do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nos investimentos estrangeiros em ações.

A moeda americana caía 1,1% no início desta tarde, para 1,78 real. É o sexto dia consecutivo de desvalorização, a mais longa sequência de baixa desde o período encerrado em 4 de julho. Na semana, a queda acumulada está em 5,5%, a mais acentuada desde a última semana de outubro.

/libc/player/liquid3.swf

Hering

Após a ficar entre as maiores desvalorizações do Ibovespa na véspera, as ações ordinárias da Hering (HGTX3) subiam forte nesta sessão. Os papéis da companhia valorizavam 3,4%, negociados a 37,44 reais.

A segunda maior varejista de roupas do Brasil teve a recomendação de suas ações elevada de desempenho em linha com a média de mercado (market perform) para desempenho acima da média de mercado (outperform) pela Raymond James, que disse que a empresa poderá abrir mais lojas de sua linha infantil.

“De acordo com a administração, as lojas infantis piloto estão apresentando resultados positivos e a decisão sobre a expansão dessas lojas deve ser anunciada em breve. Recomendamos que investidores se antecipem a esse anúncio, que deve destravar um valor ainda oculto, já que os preços atuais não refletem esse potencial positivo adicional”, disseram os analistas da Raymond James, incluindo Guilherme Assis, em relatório.

LLX

As ações ordinárias da LLX (LLXL3) também apresentam forte valorização, com uma máxima de 4,9%.

Os investidores repercutem a notícia de que a empresa controlada pelo bilionário Eike Batista espera assinar nas próximas semanas um contrato que vai permitir o transporte de 500.000 barris de petróleo por dia no Porto de Açu.

De acordo com o diretor financeiro da LLX, Leonardo Gadelha, a empresa investirá R$ 400 milhões na construção de dois berços em Açu para viabiliar a movimentação do petróleo.