Kellogg tem lucro líquido maior no 3º trimestre

Companhia teve lucro líquido de US$ 296 milhões no terceiro trimestre de 2012, ou US$ 0,82 por ação

Nova York – A fabricante de alimentos norte-americana Kellogg informou nesta quinta-feira lucro líquido de US$ 296 milhões no terceiro trimestre de 2012, ou 82 cents por ação, aumento de 2,1% ante os US$ 290 milhões, ou 80 cents por ação, obtidos em igual período do ano passado. A empresa atribuiu o melhor resultado às vendas firmes na América do Norte e em outros mercados, mas disse que o lucro foi diminuído por custos ligados à aquisição da Pringles e a um recall anunciado recentemente.

A receita líquida cresceu 12,3% ante o terceiro trimestre de 2011, para US$ 3,720 bilhões. A média dos analistas ouvidos pela agência Dow Jones havia previsto lucro de 80 cents por ação e receita de US$ 3,69 bilhões. A margem bruta diminuiu de 40,8% para 38,8%, enquanto os custos com matérias-primas cresceram 16%.

Segundo a companhia, conhecida por marcas como Pop-Tarts, Rice Krispies e Nutri-Grain, a receita foi parcialmente prejudicada pela desaceleração da Europa e pelos altos custos das commodities. Os lucros também têm sido pressionados pela intensificação de investimentos na cadeia de suprimentos para evitar novos recalls.

“Estamos satisfeitos com a tendência de melhoria do nosso desempenho, que está em linha com as nossas expectativas e inclui forte crescimento de receita em muitos dos nossos negócios”, afirmou o executivo-chefe da Kellogg, John Bryant. “Também estamos satisfeitos que o negócio Pringles teve desempenho melhor do que esperávamos no trimestre.”

A receita líquida da Kellogg América do Norte cresceu 11,1%, para US$ 2,5 bilhões. Segundo a empresa, a performance foi boa tanto em cereais quanto em massa para biscoitos durante o terceiro trimestre. Já a Kellogg International teve aumento de 14,8% na receita líquida, para US$ 1,3 bilhão, principalmente por conta do fortalecimento das vendas na América Latina e na Ásia-Pacífico. As informações são da Dow Jones.