Juros recuam com atividade fraca no Brasil

Os investidores seguem ainda de olho na atividade econômica

São Paulo – As expectativas inflacionárias se mantêm elevadas, como mostrou a pesquisa Focus, do Banco Central, nesta segunda-feira, 17.

O alívio nos índices de preço e a nova rodada de revisão para baixo do PIB, no entanto, abriram espaço para que os juros começassem a semana em queda. Às 9h22, o contrato de DI para janeiro de 2015 marcava 11,26%, na mínima, de 11,32% no ajuste de sexta-feira.

Os investidores seguem ainda de olho na atividade econômica, tema discutido por economistas no encontro com o diretor do Banco Central, Carlos Hamilton, na sexta-feira, 14.

A previsão de crescimento da economia brasileira em 2014 passou de 1,90% para 1,79% na pesquisa Focus do Banco Central. Para 2015, a estimativa de expansão recuou de 2,20% para 2,10%.

Já a projeção de inflação medida pelo IPCA para 2014 subiu de 5,89% para 5,93%, de acordo com a Focus. A estimativa havia recuado na semana anterior, após a surpresa positiva com o índice de janeiro abaixo do esperado, mas já devolveu parte da queda.

Ainda assim, o primeiro dado de inflação fechado de fevereiro, medido pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10), veio próximo do piso projetado, (+0,30%, enquanto os analistas do mercado esperavam uma taxa de 0,29% a 0,48%). Na mesma linha, o IPCA ponta, medida diária feita pela FGV, continua mostrando melhora (de +0,70%, para +0,68%).

Vale ponderar, no entanto, que a liquidez hoje tende a ser bastante reduzida, em função do feriado nos Estados Unidos pelo Dia do Presidente.

A cautela se justifica, também, pela expectativa com a divulgação da prévia do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) deste mês, na sexta-feira, e do contingenciamento no Orçamento e da meta de superávit primário para 2014, ambos aguardados para quinta-feira. Nos EUA, sai a ata da última reunião do Federal Reserve.