JURO-DIs caem com fraqueza da indústria

SÃO PAULO, 1o de outubro (Reuters) – As projeções de juros
operavam em queda nesta sexta-feira, depois de a produção
industrial mostrar retração, contrariando a maior parte das
previsões do mercado.

Às 10h09, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI)
janeiro de 2012 projetava 11,44 por cento, contra
11,50 por cento no ajuste da quinta-feira.

O DI janeiro de 2013 estava em 11,79 ante 11,88
por cento.

A produção caiu 0,1 por cento em agosto ante julho e subiu
8,9 por cento sobre agosto de 2009 [ID:nN01141226].

Analistas ouvidos pela Reuters projetavam alta mês a mês de
0,4 por cento, com faixa de previsões de queda de 0,2 por cento
a alta de 0,8 por cento, sendo que apenas dois dos 21
economistas previram taxa negativa. A estimativa para o avanço
anual era de 9,5 por cento.

A indústria havia se retraído em todos os meses do segundo
trimestre e mostrado uma recuperação em julho antes de voltar a
cair em agosto.

“Os indicadores prospectivos seguem sinalizando uma
atividade industrial morna no período restante do ano. Mantemos
inalterada nossa projeção para a produção industrial em 2010,
de 11,5 por cento, número que corresponde a uma elevação
marginal média de 0,7 por cento ao mês entre setembro e
dezembro”, afirmou a LCA Consultores em nota a clientes.

A agenda do dia contou também com o Índice de Preços ao
Consumidor Semanal (IPC-S), que acelerou, mas exatamente em
linha com o esperado [ID:nN01176898].

O indicador subiu 0,46 por cento em setembro, após baixa de
0,08 por cento em agosto.

(Reportagem de Vanessa Stelzer; Edição de Silvio Cascione)