JP Morgan: Investidores querem a garantia de Palocci no governo Dilma

Qualquer desapontamento nesta frente poderia impactar o mercado, explica o banco

São Paulo – Os investidores querem a garantia de que o ex-ministro da Fazenda, Antônio Palocci, irá ocupar um cargo de importância dentro de um eventual governo liderado pela candidata do PT (Partido dos Trabalhadores) Dilma Rousseff, revela relatório publicado hoje pelo banco de investimentos JPMorgan.

Segundo o relatório assinado por Emy Shayo Cherman, há um consenso em torno da ideia de que Palocci seria o fator de garantia da abordagem macroeconômica do governo vis-à-vis o mercado. O banco visitou, nas últimas duas semanas, 40 investidores americanos e locais para captar o sentimento em relação ao mercado de ações brasileiros.

“Qualquer desapontamento nesta frente poderia impactar o mercado, mas isso pode ser atenuado com um possível anúncio de uma agenda para a reforma ou medidas que busquem a consolidação fiscal, o que achamos ser possível”, explica o relatório. As questões também orbitaram em torno do destino do presidente do BC, Henrique Meirelles.

Para o JP, o risco de uma mão mais pesada do Estado sobre a economia e de uma maior regulação é um dos principais daqui adiante no Brasil, porém os investidores parecem não estar muito preocupados com isso nesse momento. As últimas pesquisas eleitorais apontam para a vitória de Dilma Rousseff já no primeiro turno.

Confira as últimas pesquisas eleitorais

Siga as notícias de Mercados no Twitter