Japão: governo suspende operação do fundo AIJ

Suspensão ocorre depois da revelação que o fundo de pensão perdeu uma grande quantidade de dinheiro de pelo menos 120 clientes

Tóquio – A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA, na sigla em inglês) ordenou a suspensão das operações da AIJ Investment Advisors Co. por um mês após ter sido revelado que o fundo de pensão perdeu uma grande quantidade de dinheiro de pelo menos 120 clientes.

A informação foi dada nesta sexta-feira por Shozaburo Jimi, ministro responsável pela agência. “Trata-se de um incidente muito lamentável”, disse Jimi. “O FSA, em conjunto com o Ministério do Trabalho, vai tomar todas as medidas possíveis para evitar que esse tipo de incidente volte a acontecer”, completou.

O ministro também disse que a FSA irá investigar todas as 263 empresas de gestão de investimento que operam no Japão, como resultado do caso envolvendo a AIJ. O jornal “Nikkei” informou, em sua edição matutina de sexta-feira, que a maior parte dos 183 bilhões de ienes (US$ 2,3 bilhões) em dinheiro de fundos de pensão administrados pela AIJ desapareceu – e que a empresa pode ter mentido para os clientes durante anos sobre retornos elevados.

De acordo com o jornal, a companhia tem apresentado retornos acumulados de até 240% para os clientes. Mas, ao contrário das alegações da empresa, os investigadores do caso dizem que a maior parte dos ativos dos clientes foi perdida. As informações são da Dow Jones.