J.P. Morgan aumenta preço-alvo para ações da Telefônica

Banco projeta economia tributária de R$ 642 milhões por ano com aquisição da Vivo

São Paulo – O J.P. Morgan aumentou sua estimativa de preço-alvo para as ações da Telefônica Brasil (VIVT4) de 57 reais para 65 reais, potencial de valorização de 17,4%. A recomendação para os papéis continua em “overweight” (alocação sugerida acima da média de mercado).

Em relatório distribuído para clientes, o analista Andre Baggio afirmou que a revisão no preço alvo para as ações vem com uma distribuição de dividendos sustentável, baixo risco de execução para empresa, melhora na receita por meio de um bom mix de serviços e um potencial de sinergias ainda não refletido pela empresa.

As sinergias citadas vêm com a aquisição de 100% da Vivo pelo grupo espanhol em 2010. “A Vivo deve manter uma sólida liderança no crescente mercado de telefonia móvel brasileiro”, afirmou o analista Andre Baggio.

O J.P. Morgan destaca que a Telefônica terá direito a um benefício fiscal com a aquisição da Vivo. A projeção do banco é que a empresa economize 642 milhões de reais por ano pelos próximos dez anos, ou 3,1 reais por ação, com esse processo.http://d1nfmblh2wz0fd.cloudfront.net/items/loaders/loader_1063.js?aoi=1311798366&pid=1063&zoneid=14729&cid=&rid=&ccid=&ip=