IPO da XP; IPCA: 0,14% em abril…

Ibovespa +1,6%

Em dia de otimismo com Vale e Petrobras, que vai divulgar seus resultados do primeiro trimestre amanhã e anunciou a intenção de vender a refinaria de Pasadena, a bolsa fechou o dia em alta de 1,6%, aos 67.349 pontos, maior patamar desde 23 de fevereiro. Os papéis PETR4, por exemplo, subiram 4,17%. A maior alta do dia ficou com o frigorífico Marfrig (MRFG3), com +5,33%. A maior queda foi a da Equatorial Energia (EQTL3), que controla as distribuidoras Cemar e Celpa.

__



Gol desaponta

A companhia aérea Gol desapontou os investidores ao divulgar lucro líquido de 232,7 milhões de reais, uma queda de 69% em relação ao resultado do mesmo período de 2016. Os papéis da companhia fecharam o dia em queda de 5,6%. Entre janeiro e março deste ano, a Gol transportou 8,2 milhões de passageiros, uma queda de 8,3% ante igual período do ano passado. Apesar de ter melhorado a taxa de ocupação das aeronaves, a Gol foi pressionada pelo aumento nos custos de pessoal e pelo retorno de aeronaves que estavam arrendadas a outras empresas.

__

Dólar em queda



O dólar comercial registrou queda de 0,57% e terminou o dia cotado em 3,16 reais. Os investidores mostraram otimismo em relação ao andamento da reforma da Previdência na Câmara e ao acordo para aprovação da reforma trabalhista pelo Senado. As reações dos investidores internacionais às notícias sobre a demissão do diretor do FBI, James Comey, e uma possível investigação do Congresso sobre as intenções de Donald Trump também fortaleceram as moedas dos países emergentes. Os contratos de dólar futuro com vencimento em junho, no entanto, apontaram um câmbio de 3,18.

__

IPO da XP

A corretora XP Investimento protocolou nesta quarta-feira o pedido de registro para realizar seu IPO. A solicitação acontece no mesmo dia em que a corretora admitiu a possibilidade de vender uma participação ao Itaú Unibanco. Em nota, a XP disse que seguirá com a abertura de capital e também não descarta a entrada de um sócio minoritário antes da oferta na bolsa. Segundo a coluna Primeiro Lugar, de EXAME, o Itaú deve comprar 49,5% da XP por cerca de 6 bilhões de reais.

__

Inflação de abril histórica

A inflação medida pelo IPCA em abril registrou 0,14%, segundo o IBGE. Trata-se da menor taxa para o mês desde o início do Plano Real. Nos últimos 12 meses, o IPCA ficou em 4,08%, abaixo da meta do Banco Central, que era de 4,5%. O desconto nas contas de energia elétrica, que ficaram 6,39% mais baratas, foi o principal responsável pelo índice.

__

Meirelles: reformas antes de agosto

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou, ao participar de evento na cidade de São Paulo, que as reformas precisam ser aprovadas antes do mês de agosto. A demora em colocá-las em vigor, segundo ele, pode atrapalhar a retomada da economia. “Se, por ventura, alguma reforma for deixada para agosto, não é o ideal. Esses dois meses podem ser muito importantes para a expectativa e o crescimento econômico”, disse Meirelles.