Investidores se unem para ajudar viúva de trader a pagar dívida

Trader se matou em julho após acumular uma dívida de mais de R$ 300 mil

São Paulo – Um grupo de investidores organizou uma lista para ajudar a viúva de B., trader que se matou em julho, após acumular uma dívida expressiva, de mais de R$ 300 mil, em bancos e corretoras por conta de perdas em operações do mercado de day trade, segundo depoimento de sua mulher ao Portal do Pavini. O grupo foi organizado por Rafael Ferri, do Café com Ferri . O objetivo é ajuda-la a quitar o débito de R$ 25 mil com uma corretora em que B. teria operado em nome dela.

B. mantinha uma página no Instagram em que publicava suas estratégias. Há um processo na Justiça movido por uma corretora na qual ele acumulava uma dívida de R$ 55 mil referentes a despesas de corretagem e perdas nos mercados futuros de dólar e Índice Bovespa. Nesses casos, a corretora paga a dívida do investidor e depois cobra dele o ressarcimento.

O processo foi aberto em 20 de agosto, depois portanto de sua morte, em 19 de julho. Em 30 de agosto há a comunicação para a Justiça de que ele morreu. Segundo informações de sua mulher e confirmadas pelo Portal do Pavini, B. tinha dívidas em mais de uma corretora.

*Esta matéria foi publicada originalmente no site Arena do Pavini