Índices europeus fecham em alta, apostando em plano da UE

Os investidores apostam que medidas para impedir o espalhamento da crise de dívida da Grécia serão reveladas nas cúpulas da União Europeia

Paris – As bolsas de valores da Europa fecharam em forte alta nesta sexta-feira, encerrando a montanha-russa desta semana no azul, com investidores apostando que medidas para impedir o espalhamento da crise de dívida da Grécia serão reveladas nas cúpulas da União Europeia.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 subiu 2,46 por cento, aos 977 pontos — o maior avanço em duas semanas, embora os volumes de negócios tenham sido relativamente baixos. O índice terminou a semana com ganho de 0,2 por cento, após três semanas de acentuadas valorizações.

As ações cíclicas lideraram o rali deste pregão. A mineradora Xstrata se apreciou 6 por cento e o BNP Paribas subiu 5,9 por cento.

“As pessoas estão com medo de ser pegas no lado errado antes da reunião”, disse Patrice Perois, da Kepler Capital Markets. “É um mercado movido por rumores, claramente não controlado por investidores de longo prazo, e há risco de ressaca na semana que vem.”

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 1,93 por cento, a 5.488 pontos.
Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 3,55 por cento, para 5.970 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 2,83 por cento, para 3.171 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 2,80 por cento, para 16.116 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 2,84 por cento, para 8.853 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 1,37 por cento, para 5.993 pontos.