Bolsas de NY caem em dia de volatilidade por temor sobre Fed

O S&P 500 registrou seu maior declínio em três semanas

Nova York – As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em queda nesta quarta-feira e o S&P 500 teve o maior declínio em três semanas, após a ata da última reunião do Federal Reserve mostrar que alguns participantes estão dispostos a reduzir as compras de títulos de dívida norte-americana a partir da reunião de junho.

O índice Dow Jones recuou 0,52 %, para 15.307 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 teve desvalorização de 0,83 %, para 1.655 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 1,11 %, para 3.463 pontos.

As negociações foram voláteis: tanto o Dow Jones quanto o S&P 500 chegaram a avançar mais de 1 % durante a manhã, mas também chegaram a recuar 1 % à tarde.

A ata da última reunião do banco central norte-americano foi divulgada após o chairman do Fed, Ben Bernanke, afirmar que a autoridade monetária pode decidir reduzir o ritmo de compra de bônus em uma das “próximas reuniões” se a recuperação econômica dos EUA der sinais de que sustentará o fôlego.

As declarações golpearam um mercado que havia acelerado após Bernanke afirmar minutos antes que a autoridade monetária precisava ver mais sinais de tração na economia antes de diminuir o estímulo.

“Esse é um mercado bastante sensível e particularmente sensível a qualquer noção de que o estímulo será reduzido em breve”, disse o estrategista de mercado da Prudential Financial, Quincy Krosby.

“Ninguém quer estar vendendo se os dados chegarem ao ponto em que o Fed começar a falar especificamente sobre diminuir (o estímulo). O mercado não espera que o Fed aja. Ele age antes. É assim que ele opera.” De acordo com a ata da reunião de 30 de abril e 1o de maio do Fed divulgada na tarde desta quarta-feira, alguns participantes estão abertos a reduzir as compras de ativos a partir da reunião de junho, mas ainda há debates sobre que condições serão suficientes para desencadear essa decisão.

Uma autoridade preferiu começar a reduzir as compras imediatamente e outra queria intensificar o estímulo imediatamente, mas a maioria acredita que é importante simplesmente estar preparado para ajustar o ritmo para cima ou para baixo em resposta ao fluxo de indicadores da economia.

Investidores têm cada vez mais voltado suas atenções para quando o programa de compras de títulos dos EUA –atualmente em 85 bilhões de dólares por mês– será reduzido ou concluído.

Atualizada às 18h21