Índices acionários europeus fecham abril em alta

Abril foi o melhor mês para os mercados acionários desde 2016

Londres – Os mercados acionários europeus avançaram nesta segunda-feira, encerrando abril com os maiores ganhos mensais desde 2016, enquanto uma fusão entre o supermercado britânico Sainsbury e o Asda agitou o setor de varejo.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,21 por cento, a 1.512 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,18 por cento, a 385 pontos.

O índice alemão DAX fechou com alta de 0,25 por cento, impulsionado pelo maior apetite por risco dos investidores diante do abrandamento das tensões entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, e com as empresas apresentando fortes resultados.

O índice regional registrou ganho de 3,8 por cento em abril, mês mais forte desde dezembro de 2016, após sofrer perdas em fevereiro e março.

No dia, as atenções voltaram-se para as ações do Sainsbury, que subiram 14,5 por cento depois que o varejista fechou um acordo de fusão de 13,3 bilhões de libras com o Asda, do Walmart, para criar o maior grupo de supermercados do Reino Unido por participação de mercado. [nL1N1S50BL]

“A fusão, se bem-sucedida, cria um gigante do varejo no Reino Unido com escala de suprimento e distribuição suficiente para dominar o varejo de alimentos e desafiar a Amazon na área não-alimentícia”, disseram analistas da Berenberg.

A Tesco, cuja posição de liderança no Reino Unido seria superada pelo novo grupo fundido, perdeu 0,9 com a notícia.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,09 por cento, a 7.509 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,25 por cento, a 12.612 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,68 por cento, a 5.520 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,22 por cento, a 23.979 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,56 por cento, a 9.980 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,28 por cento, a 5.512 pontos.