Bolsas europeias ficam estáveis à espera de acordo sobre Grécia

Investidores ficaram relutantes em fazer grandes apostas depois que foram retomadas as conversas necessárias para evitar um calote desordenado da dívida grega

Londres – As ações europeias fecharam praticamente estáveis nesta quarta-feira, em um pregão com fraco volume, com os investidores relutantes em fazer grandes apostas depois que foram retomadas as conversas necessárias para evitar um calote desordenado da dívida grega.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias fechou com recuo de 0,1 por cento, aos 1.033 pontos, segundo dados preliminares.

Os papéis do banco francês Société Générale, que tem exposição à dívida da Grécia, subiram 6 por cento, maior variação do dia, depois que operadores citaram uma notícia segundo a qual o órgão regulador estava pedindo que os principais bancos do país reforçassem as provisões para a dívida grega.

O jornal disse que o movimento poderia ajudar a proteger os bancos da possibilidade de um default descontrolado ou de um desconto maior sobre a dívida da Grécia do que o acertado anteriormente.

“Os mercados em alguma extensão estão aguardando com ansiedade e ficariam completamente vendidos se pensassem que a Grécia não pode chegar a um acordo”, disse o estrategista-chefe e diretor de pesquisa da Brewin Dolphin Securities, Mike Lenhoff.

“Se as conversas da Grécia forem frutíferas, isso significaria estabilidade para o setor financeiro e os custos de empréstimos vão diminuir, mas se elas não forem, isso só vai levar ao contágio.” Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,15 por cento, a 5.702 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ganhou 0,34 por cento, para 6.354 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 baixou 0,15 por cento, a 3.264 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib caiu 0,31 por cento, para 15.278 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 declinou 1,34 por cento, a 8.420 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 teve queda de 0,84 por cento, para 5.406 pontos.