Ibovespa alcança máxima desde janeiro com otimismo externo

São Paulo – O principal índice das ações brasileiras subiu ao maior patamar em mais de dois meses nesta sexta-feira, praticamente anulando a queda registrada este ano em meio ao otimismo internacional com a recuperação da economia dos Estados Unidos.

O Ibovespa <.BVSP> fechou em alta de 0,99 por cento, a 69.268 pontos. É o maior nível desde 24 de janeiro. O volume financeiro do pregão foi de 6,8 bilhões de reais.

Em 2011, o índice registra baixa de 0,05 por cento.

Nos Estados Unidos, o índice Standard & Poor’s 500 <.SPX> teve alta de 0,5 por cento, e o Dow <.DJI> subiu 0,46 por cento, chegando a alcançar o maior nível desde junho de 2008.

A economia dos Estados Unidos teve mais um mês de forte geração de empregos em março, enquanto a taxa de desemprego caiu para 8,8 por cento, a menor em dois anos. [ID:nN01117274] Foi o quarto pregão seguido de alta do Ibovespa, e analistas têm dito que o índice superou níveis técnicos que o credenciam para superar os 70 mil pontos em breve –desde que o investimento estrangeiro, negativo na Bovespa este ano, reverta o curso e volte a sustentar a bolsa.

“Fazia tempo que estava entre 66.000 e 68.500, e ontem passou. O pregão de ontem para mim foi um dos mais importantes do ano”, disse Rodrigo Falcão, operador da corretora Icap.

O setor financeiro voltou a ser o de maior contribuição para a alta do Ibovespa. BM&FBovespa teve alta de 3,71 por cento, a 12,29 reais, e individualmente foi a maior responsável pela alta do Ibovespa.

As ações financeiras têm subido desde o Relatório de Inflação do Banco Central, na quarta-feira, que mostrou que o governo trabalha para que a inflação convirja ao centro da meta em 2012, e não neste ano –o que implicaria medidas menos rígidas de aperto monetário e restrição ao crédito.

Além disso, fontes afirmaram à Reuters que o governo também deve adotar no curtíssimo prazo uma postura mais tolerante em relação à queda do dólar. Papéis do setor de construção –bastante sensíveis ao cenário de crédito– também se valorizaram, com a Rossi registrando a maior valorização do índice, de 5,36 por cento, a 14,34 reais.

Seguindo o maior apetite pelo risco no exterior, Petrobras PN avançou 0,81 por cento, a 28,74 reais.

No lado negativo, ações de mineradoras se destacaram após notícia do jornal O Estado de S. Paulo de que o governo estudaria aumentar o imposto sobre a exploração de minério de ferro. O Ministério da Fazenda, no entanto, negou no fim da tarde que isso esteja em análise.

MMX caiu 1,75 por cento, a 10,08 reais, e Vale PN recuou 0,55 por cento, a 47,13 reais.

A primeira prévia da composição do Ibovespa <.BVSP> entre maio e agosto de 2011 manteve as mesmas ações que já compõem o principal índice da bolsa paulista. São 69 papéis, com maior peso para Vale PN , com participação de 10,466 por cento, e Petrobras PN , com 10,327 por cento.