Ideiasnet suspende oferta de ações

Empresa alega condições de mercado desfavoráveis para a suspensão da operação

Apenas um dia após anunciar uma nova oferta pública de ações, a Ideianet decidiu suspender a operação. Em comunicado, a companhia alegou condições desfavoráveis do mercado acionário nacional e internacional para a realização da oferta pública.

Foi solicitada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a interrupção, por 60 dias úteis, do prazo de análise do registro de oferta, que previa a venda de 40.000.000 de novas ações ordinárias da companhia.

Em 2007, os papéis da Ideiasnet acumularam ganhos de 230%, mas apenas nos 16 primeiros dias de janeiro as perdas já chegavam a 17%.  Às 15h41, as ações da companhia apresentavam queda de 6,27% na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), cotadas a 6,87 reais.

Redecard
Em comunicado, os bancos Itaú e Unibanco também informaram que a oferta pública de ações da Redecard somente ocorrerá caso haja condições favoráveis no mercado acionário. Cada uma das instituições detém hoje 23,2% de participação na administradora de cartões, que conta ainda com o Citibank como acionista, com 24% das ações.