Ibovespa fecha acima dos 77 mil pela primeira vez em duas semanas

Investidores esperam novos estímulos por parte do Federal Reserve, após fala de Jerome Powell

São Paulo – O Ibovespa subiu, nesta quinta-feira (26), pelo terceiro dia consecutivo com a possibilidade de novos estímulos econômicos no radar dos investidores.

Pela manhã (26), o presidente do Fed, Jerome Powell, disse, em entrevista publicada pela CNBC, que não iria “ficar sem munição” para atenuar os impactos do coronavírus. Mas a melhora do humor nos mercados só se deu após a divulgação de dados de emprego dos Estados Unidos, que saíram piores do que o esperado – o que reforçou a expectativa por uma nova rodada de incentivos. Na esteira das bolsas internacionais, o Ibovespa encerrou em alta de 3,67%, em 77.709,66 pontos.

 “Os dados foram tão ruins que o mercado interpretou como positivo, já pensando na possibilidade de o banco central americano injetar mais incentivos”, disse Jefferson Laatus, estrategista-chefe do Grupo Laatus.

O número de americanos que solicitaram o seguro desemprego na última semana (finda em 21 de março) disparou para 3,28 milhões enquanto a expectativa era de que o número ficasse em 1,6 milhão. A quantidade, inflada pelas medidas para conter a proliferação do coronavírus, foi a maior já registrada no país, superando o último recorde, de 1982. 

Nas últimas duas semanas o Fed atuou no suporte à economia americana, reduzindo juros e anunciando linhas de crédito especiais para famílias e empresas. Além dessas inciativas, o Congresso americano está prestes a aprovar um pacote de estímulo de 2 trilhões de dólares. Ontem, o Senado americano aprovou por unanimidade o projeto, que deve receber o aval da Câmara até amanhã (27).

Mesmo com as recentes altas do mercado, André Perfeito, economista-chefe da Necton, ainda vê o cenário com “muitas incertezas”. “Ainda não tem nada firme”, disse. Segundo ele, a passagem do coronavírus vai deixar graves sequelas na economia. “Quantas fábricas vão sobreviver? Isso tem que ser visto com muito cuidado.”

Nesta manhã, o Banco Central divulgou que o Relatório Trimestral de Inflação, revisando a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2,2% para zero. A perspectiva para o setor industrial passou de uma expansão de 2,1% para uma contração de 1,3%.

Mesmo com a revisão para baixo, André Perfeito considerou a perspectiva do BC como bastante “otimista”. “Vai ter uma queda maior”, afirmou.

Na Bolsa, as maiores altas ficaram com os setores de viagens e linhas aéreas, que mais sofreram com os efeitos do coronavírus. Na liderança do Ibovespa, as ações da CVC dispararam 32,41%. Os papéis da GOL subiram 19,2%.