Ibovespa recua, pregão volátil por expectativa com pesquisa

Volatilidade dava o tom no pregão brasileiro nesta quinta-feira, com pesquisa eleitoral prevista para ser divulgada no fim do dia

São Paulo – A volatilidade dava o tom no pregão brasileiro nesta quinta-feira, com pesquisa eleitoral prevista para ser divulgada no fim do dia, enquanto resultados corporativos também influenciavam papéis específicios.

Às 12h17, o Ibovespa recuava 0,55 por cento, a 56.177 pontos. O giro financeiro do pregão era de 2,1 bilhões de reais.

Conforme informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a TV Globo contratou pesquisa Ibope sobre a corrida presidencial com divulgação prevista a partir desta quinta. A previsão no mercado é que os números sejam revelados no Jornal Nacional.

Na quarta-feira, foi registrada no TSE nova pesquisa Sensus, com divulgação a partir de 11 de agosto.

“Temos que monitoriar o cenário internacional, teve decisão de juros na zona do euro, o comportamento das bolsas em Nova York, mas o tom do mercado será dado pela (expectativa para a) pesquisa Ibope”, resumiu o operador de uma corretora em São Paulo, em linha com comentários de outros profissionais do mercado.

As ações da Petrobras , que vêm reagindo às pesquisas de intenção de voto para a corrida presidencial, mostravam menos ímpeto nesta manhã. Também nesta quinta a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou que a produção de petróleo no Brasil em junho atingiu o recorde de 2,246 milhões de barris por dia. Em Wall Street, os índices Dow Jones e Standard & Poor’s tinham leve queda, com investidores digerindo dados positivos do mercado de trabalho e o cenário de um confronto de sanções entre a Rússia e o Ocidente.

De volta ao mercado local, entre as ações de empresas que divulgaram balanço após o fechamento da quarta-feira e a manhã desta quinta-feira, Ultrapar destacava-se entre as maiores altas do Ibovespa após reportar lucro líquido de 301,4 milhões de reais no segundo trimestre. Os papéis de AES Eletropaulo recuavam, embora longe das mínimas logo após a abertura, após a distribuidora de energia divulgar um prejuízo de 354,4 milhões de reais de abril a junho de 2014.

Também as ações da Braskem reagiam com queda ao resultado do segundo trimestre, apesar de a petroquímica ter revertido o prejuízo de um ano atrás ocm lucro de 124 milhões de reais.