Ibovespa fecha em alta de 0,95% com Petrobras e bancos

O giro de negócios foi baixo devido à semana mais curta por conta do feriado do Natal, o que contribuiu para a forte oscilação da bolsa durante o dia

São Paulo – Depois de uma sessão bastante volátil, a Bovespa se firmou em alta na última hora do pregão, batendo máximas sucessivas, ajudada pelos ganhos das ações da Petrobras e a recuperação dos papéis de bancos.

O giro de negócios foi baixo devido à semana mais curta por conta do feriado do Natal, o que contribuiu para a forte oscilação da bolsa durante o dia.

No fim do pregão desta segunda-feira, 22, o Ibovespa fechou com alta de 0,95%, aos 50.120,86 pontos, na máxima.

Na mínima, a Bolsa registrou 49.105 (-1,10%). O volume de negócios totalizou R$ 4,505 bilhões. No ano, a Bolsa acumula baixa de 2,69% e no mês, recuo de 8,41%.

As ações da Petrobras terminaram com alta de quase 5%, apesar das denúncias envolvendo a companhia e a queda dos preços internacionais do petróleo.

Em entrevista ao Fantástico neste domingo, a ex-gerente executiva da estatal Venina Velosa disse ter informado sobre as irregularidades verificadas por ela “a todas as pessoas que podiam fazer algo” e que, além de ter registrado suspeitas por e-mail, chegou a discutir o assunto pessoalmente com a atual presidente da estatal, Graça Foster, quando a executiva era diretora de Gás e Energia.

Em meio aos escândalos envolvendo a estatal e especulações sobre a possível saída de Graça do comando da companhia, a presidente Dilma Rousseff saiu em defesa hoje da executiva.

Durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto, Dilma disse que não pretende mudar a diretoria da Petrobras, apenas seu conselho de administração.

As declarações foram feitas após Dilma afirmar, em entrevista ao jornal chileno El Mercurio, que o Brasil não vive uma crise de corrupção e que “não há intocáveis” no país.

O petróleo, que tinha iniciado a sessão em alta, apagou os ganhos por volta do meio da manhã.

O ministro do petróleo do Iraque, Adel Abdul-Mehdi, afirmou que Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) continua unida na decisão de não reduzir sua produção.

Perto das 17h30, o contrato do petróleo do tipo Brent caía 1,91%, a US$ 60,23 o barril, na plataforma ICE, em Londres.

O contrato do petróleo negociado na Nymex, em Nova York, perdia 3,03%, para US$ 55,41 o barril.

No fim do pregão, Petrobras ON e PN registram alta igual de 4,98%.

No setor financeiro, as ações dos bancos fecharam o pregão em alta, se recuperando das perdas vistas mais cedo.

Banco do Brasil ON (+0,90%), Bradesco PN (+0,84%) e Itaú Unibanco (+0,69%).

Os papéis ON da empresa de alimentos JBS lideraram as perdas da Bovespa e fecharam com recuo de 8,67%, depois de caírem mais de 17% mais cedo.

As ações da companhia foram afetadas por denúncias de que estaria envolvida com o escândalo de corrupção investigado pela Polícia Federal na Operação Lava Jato.

No setor de mineração, as ações da Vale recuaram 0,93% (ON) e 0,69% (PN). Segundo um operador, os papéis subiram muito na sexta-feira e hoje devolveram um pouco.

O Banco Central informou nesta segunda-feira que os bancos públicos continuaram a puxar o aumento do estoque de crédito em 2014 até novembro, ainda que em um ritmo mais brando do que o visto no ano passado.

O BC afirmou que houve avanço de 14,1% no ano até agora nesse segmento, para um total de R$ 1,586 trilhão.

Apenas em novembro, o crescimento foi de 1,5% e, em 12 meses, de 17,7%. Nos bancos privados nacionais, o aumento foi de 3,8% no ano até o mês passado, para R$ 936,792 bilhões.

Em novembro, no entanto, houve avanço de 1,0% e, em 12 meses encerrados no mês passado, alta de 5,3%.