Ibovespa em pregão volátil; MPX sobe após assinar acordos

Mercados repercutem as palavras do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke; “ferramentas” do Fed podem ser utilizadas em setembro

São Paulo – O Ibovespa opera sem tendência definida nesta sexta-feira. Após atingir a queda de 1,8% na mínima desta sessão, aos 51.971 pontos, o principal índice da bolsa brasileira mostrava fôlego para experimentar o terreno positivo no início da tarde, com leve valorização de 0,5%.

O destaque de hoje fica para as palavras do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke. O único problema do discurso é que o chefão do Fed não sinalizou novas medidas para estimular o crescimento da economia americana, mas disse que é crucial para a saúde do país reduzir o desemprego crônico.

“É claro que a recuperação após a crise tem sido muito menos robusta que nós esperávamos”, disse ele em comentários preparados para um discurso anual do Fed. Bernanke disse que o Fed vai se reunir por dois dias em setembro, ao invés de um dia, para considerar suas opções de estímulos monetários adicionais, entre outros assuntos.

O chairman do Fed disse ainda que reduzir o nível recorde de pessoas que estão sem trabalho há seis meses ou mais ajudará a atingir um crescimento econômico mais forte.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA se expandiu a uma taxa anual de 1%, informou hoje o Departamento de Comércio, revisando para baixo a leitura anterior de 1,3%. Economistas previam uma revisão para 1,1%.

No primeiro trimestre, a economia avançou apenas 0,4%. A segunda estimativa para o período entre abril e junho confirma que o crescimento ficou quase estagnado nos primeiros seis meses do ano.
/libc/player/liquid3.swf
MPX

Com valorização de 36% em 2011, as ações da MPX (MPXE3) oferecem ganhos neste pregão. Na máxima do dia, os papéis valorizavam 3%, negociadas a 36,05 reais.

A empresa de energia do Grupo EBX anunciou que contratou as empresas espanholas Duro Felguera e Initec Energia para realizar os projetos de engenharia, construção e montagem do complexo termelétrico que será construído no Maranhão.

A Duro Felguera receberá 518 milhões de reais pela construção de duas termoelétricas com capacidade total de 675,2 megawatts, enquanto a Initec Energia ganhará 606 milhões de reais por uma térmica com capacidade de 499,2 megawatts.

Segundo um comunicado da MPX, os dois contratos foram assinados na modalidade “empreitada global”, com preço e prazo fixos e garantias de execução e de desempenho das unidades geradoras. As três termoelétricas, que comporão Complexo Parnaíba e entrarão em operação entre 2013 e 2014, serão construídas no município de Santo Antônio dos Lopes, a 265 quilômetros de São Luís.

BM&FBovespa

As ações ordinárias da BM&FBovespa registravam desvalorização no início desta tarde. Na mínima do dia, os papéis caíam 2,9%, vendidos a 8,49 reais. Em 2011, a queda das ações já chega a 32%.

A bolsa brasileira assina nesta sexta-feira um memorando de entendimentos para troca de informações com a bolsa chinesa de Shenzhen, informou o presidente da bolsa brasileira, Edemir Pinto, sem dar mais detalhes.

Segundo informações da Reuters, uma representante da bolsa chinesa está em Campos do Jordão, onde a BM&FBovespa realiza seu congresso bianual de derivativos, para assinar o documento. Em fevereiro, a BM&FBovespa já havia assinado um acordo com a Shangai Stock Exchange (SSE) para facilitar o acesso de investidores e empresas brasileiras e chinesas para ambos mercados.