Ibovespa avança antes de pesquisas e analisando apoios

Operações destoavam do tom negativo em Wall Street, onde preocupações sobre o crescimento global amparam realização de lucros após fortes ganhos na véspera

São Paulo – O principal índice da Bovespa voltou a flertar com os 58 mil pontos, puxado pelas ações da Petrobras, em meio a expectativas sobre pesquisas de intenção de voto no segundo turno previstas para esta quinta-feira e repercussão a anúncios de apoios de partidos ao candidato de oposição Aécio Neves (PSDB).

Às 11h47, o Ibovespa avançava 1,11 por cento, a 57.690 pontos, tendo alcançado 58.246 pontos na máxima até o momento.

O volume financeiro do pregão somava 2,8 bilhões de reais.

As operações destoavam do tom negativo em Wall Street, onde preocupações sobre o crescimento global amparam realização de lucros após fortes ganhos na véspera. O índice S&P 500 recuava 0,80 por cento.

De acordo com profissionais do mercado ouvidos pela Reuters, levantamentos que mostraram Aécio à frente da presidente Dilma Rousseff (PT) na disputa, e conhecidos após o fechamento na quarta-feira, eram suficientes para manter a animação dos investidores, apesar dos dados terem sido produzidos por institutos com menor peso que Datafolha e o Ibope.

Uma dessas pesquisas, do instituto Paraná Pesquisas, foi publicada no site da revista Época e mostrou Aécio com 49 por cento das intenções de voto contra 41 por cento de Dilma.

“Não dá para ‘cravar’ que as pesquisas Datafolha e Ibope acompanhem e endossem essa surpreendente vantagem do candidato de oposição. Portanto o melhor é ter cautela com esses números”, ponderou Marco Aurélio Barbosa, analista na CM Capital Markets, em nota a clientes.

Ibope e Datafolha estão previstos para após o fechamento do mercado.

Também repercutia positivamente o apoio formal do PSB, PPS, do PSC e do PV ao candidato tucano para disputa do segundo turno, enquanto agentes aguardam o posicionamento da ex-senadora Marina Silva (PSB) na disputa. “Com esses apoios, o mercado começa a ponderar a chance real de Aécio ganhar”, disse Frederico Ferreira Lukaisus, gerente de renda variável na Fator Corretora.

Operadores e analistas têm manifestado insatisfação com as diretrizes econômicas do atual governo. Perspectivas de alternância em Brasília têm servido como argumento para compras na bolsa nos últimos meses e vice-versa.

Papéis fortemente influenciados pela dinâmica eleitoral lideravam os ganhos do Ibovespa, com Banco do Brasil encabeçando a lista, seguido pelas ações da Petrobras .

COMPANHIAS As ações da Estácio Participações valorizavam-se 1,4 por cento, após reportar que a captação de matrículas na graduação presencial para o segundo semestre cresceu 5,8 por cento ante o terceiro trimestre de 2013. MRV Engenharia recuava 1,4 por cento, um dia depois de a diretoria da empresa propor ao Conselho de Administração o cancelamento de 14 milhões de ações.

A preferencial da Oi seguia como destaque de baixa do Ibovespa, ainda sob efeito das incertezas sobre o futuro da companhia após a saída do presidente. O Goldman Sachs cortou o preço-alvo da ação paea 1,06 real, ante 1,55 real antes. O papel ON, que não está no índice, caía 6,25 por cento.

O grupo europeu de telecomunicações Altice já está negociando com acionistas brasileiros e portugueses da Oi a compra de ativos da Portugal Telecom e está pronto para agir rapidamente, afirmou uma fonte próxima do assunto.