HRT acumula queda recorde em dois dias após anúncio de Solimões

Companhia não fez descoberta comercialmente viável de petróleo em um poço na Bacia do Solimões

Nova York – A HRT Participações em Petróleo SA está a caminho da maior queda acumulada em dois dias desde sua abertura de capital em outubro de 2010. A empresa não fez descoberta comercialmente viável de petróleo em um poço na Bacia do Solimões.

A HRT caía 10,9 por cento, para R$ 450, às 13:46, elevando para 22 por cento a queda acumulada desde ontem. O Ibovespa operava em baixa de 0,76 por cento no mesmo horário.

A HRT disse ontem em comunicado ao mercado que seu poço 1- HRT-4-AM na Bacia do Solimões tem potencial para produção de até 250.000 metros cúbicos de gás natural. A empresa não revelou descobertas de petróleo no local.

“Os níveis de produtividade foram fracos, em nossa visão, e nenhuma produção de petróleo foi observada”, escreveram Christian Audi e Vicente Falanga Neto, analistas do Banco Santander SA, em relatório distribuído a clientes com data de hoje. O anúncio foi decepcionante principalmente devido a resultados negativos em outro poço na mesma área, que foram divulgados em setembro, disseram os analistas.