GWI reabriu fundos para resgates e aplicações

A decisão foi aprovada em assembleia com os cotistas dos fundos

São Paulo – A gestora de recursos GWI Asset Management SA reabriu a partir de 26 de agosto nove de seus fundos para resgates e aplicações, segundo comunicados ao mercado.

A decisão foi aprovada em assembleia com os cotistas dos fundos, segundo comunicados enviados ontem à Comissão de Valores Mobiliários pela BNY Mellon Serviços Financeiros DTVM SA, administradora dos fundos.

O Fundo de Investimentos em Ações GWI Private Investimento no Exterior ainda enfrenta problemas de liquidez que levou ao fechamento do fundo no início do mês, disse a BNY Mellon em comunicado.

“Os problemas de liquidez que causaram o fechamento do fundo para resgates ainda persistem”, disse o BNY Mellon em um comunicado.

Todos os nove fundos podem ser fechados novamente se os resgates não forem consistentes com os ativos, de acordo com o BNY Mellon.

A Marfrig Alimentos SA, segundo maior produtor de carne bovina da América Latina, subia 2,7 por cento às 12:35, para R$ 7,90, depois de ganhar 4,3 por cento ontem, enquanto o Ibovespa subia 0,90 por cento. A ação da companhia caiu 45 por cento entre 29 de julho e 11 de agosto, enquanto a GWI vendia os papéis para reduzir sua participação e cobrir as perdas dos fundos, disse o presidente da Marfrig, Marcos Molina, em uma entrevista em 15 de agosto. O Ibovespa perdeu 9,3 por cento no mesmo período.

A GWI, empresa que administrava US$ 245 milhões até julho, decidiu fechar os fundos para resgates e novas aplicações depois que a queda dos ativos globais pressionou as posições alavancadas no mercado de ações, disse o BNY Mellon em 12 de agosto. Isso aconteceu depois que o Ibovespa perdeu 20 por cento em relação ao pico de novembro passado, ingressando no chamado bear market no dia 27 de julho.

A empresa de investimentos foi criada em 1995 como companhia de serviços financeiros para a comunidade de imigrantes coreanos no Brasil, segundo seu website. Em 1998, ela alterou seu foco para o mercado de ações. O fundo GWI Leverage Fundo de Investimento em Ações superou pelo menos 98 por cento dos seus pares em 2006, 2007 e 2009, ano no qual avançou 244 por cento.