Groupon está reconsiderando o seu IPO, diz WSJ

O maior site de compras coletivas do mundo estaria preocupado com a volatilidade das bolsas

São Paulo – O Groupon está reavaliando os seus planos de vender ações pela primeira vez (IPO, na sigla em inglês), disse uma fonte para o The Wall Street Journal nesta terça-feira. A intenção não é cancelar a operação, disse a pessoa, mas o momento da operação será repensado semanalmente.

A expectativa inicial era abrir o capital após o feriado do Dia do Trabalho nos EUA e precificar as ações no meio de setembro. Uma viagem na próxima semana já estava marcada para visitar potenciais investidores interessados nos papéis. A diretoria do Groupon estaria preocupada com a volatilidade dos mercados, que estão influenciados pela crise da dívida na Europa.

Além disso, a SEC (Securities anda Exchange Comission) – reguladora do mercado americano – teria contatado um advogado do Groupon na semana passada para esclarecer uma carta na qual o CEO (Chief Executive Officer), Andrew Mason, teria detalhado os negócios para os funcionários da empresa em um nível maior do que o disponível em seu prospecto disponibilizado na SEC.

A prática é considerada ilegal por violar o período de silêncio que antecede uma operação de venda de ações.