Com ganhos sólidos, Google sobe mais de 10% e impulsiona bolsas

Alphabet liderava os ganhos do S&P 500 após seus resultados trimestrais superaram as estimativas

Beneficiada pelos forte ganhos no segundo trimestre, a Alphabet, dona do gigante das buscas Google, subia mais de 10% na Nasdaq no início da tarde desta sexta-feira (26), com as ações negociadas ao redor de 1.250 dólares.

A disparada da companhia ajudava a impulsionar os índices acionários dos Estados Unidos, que operavam próximos dos níveis recordes nesta sexta-feira. Dados mostrando que a economia dos EUA desacelerou menos que o esperado também ajudaram.

A Alphabet liderava os ganhos do S&P 500, depois de seus resultados trimestrais superaram as estimativas, diminuindo as preocupações dos investidores com os desafios de crescimento enfrentados por seu negócio de publicidade do Google. Com isso, os índices S&P 500 e o Nasdaq estavam a pouca distância de outra máxima recorde.

Receita maior com publicidade

A receita da empresa subiu 19%, para 38,94 bilhões de dólares, em comparação com as estimativas médias de crescimento de 16,82%. Os resultados levaram a Alphabet para mais perto do crescimento de 20% na receita que ela gerou por vários anos antes de expandir 17% no primeiro trimestre deste ano.

A Alphabet gera cerca de 85% de sua receita a partir da publicidade online ou pelo espaço ocupado pelo anúncio em si. No primeiro trimestre, os executivos disseram que os resultados foram afetados pelas taxas de câmbio, pela concorrência e por uma mudança não especificada em um produto que impulsionou os resultados no mesmo período do ano anterior.

O lucro líquido do segundo trimestre subiu para 9,95 bilhões de dólares, ou 14,21 dólares por ação, de 3,2 bilhões, ou 4,54 dólares por ação, um ano antes, quando recebeu uma multa de 5 bilhões de dólares dos reguladores antitruste europeus. A estimativa média de analistas para o lucro líquido trimestral foi de 8,024 bilhões de dólares, ou 11,32 dólares por ação.

O Twitter também subiu com força nesta sessão. A ação chegou a avançar 8,3%, depois de a rede social ter registrado receita acima das expectativas no segundo trimestre e um aumento nos usuários diários que veem anúncios no site.