Google perde US$ 20 bi na Bolsa após lucro fraco da Alphabet

Ação da líder nas buscas caiu mais de 2%, com investimentos em marketing pesando sobre o resultado

As ações da líder das buscas online Google recuaram mais de 2% nesta manhã (29), depois que sua controladora, a Alphabet, frustrou investidores ao divulgar um lucro trimestral abaixo das expectativas na noite anterior. O papel negociado da Nasdaq valia 1.260 dólares por volta das 12h30 (horário de Brasília), em baixa de 2,26%.

Com isso, o valor de mercado da gigante de tecnologia foi reduzido em mais de 20 bilhões de dólares em poucas horas – passando de 894 bilhões de dólares no fechamento da véspera, para 874 bilhões de dólares nesta sessão.

O resultado da Alphabet foi pressionado, sobretudo, por investimentos pesados do Google em marketing e desenvolvimento de hardware. A companhia teve um lucro líquido de 7,07 bilhões de dólares, ou 10,12 dólares por ação, no trimestre encerrado em 30 de setembro.

Um ano antes, o resultado havia sido de 9,19 bilhões de dólares, ou 13,06 dólares por papel. A receita no período saltou 20%, para 40,5 bilhões de dólares. Analistas, em média, esperava receita de 40,33 bilhões de dólares e lucro de 12,44 dólares por ação, segundo a Refinitiv.

Pressão sobre Wall Street

A queda nas ações do Google ajudou a pressionar o setor de serviços de comunicação nesta sessão, que recuou 0,81%. O índice acionário S&P 500 também era pressionado pelas perdas da empresa, mesmo operando próximo ao seu nível recorde, amparado por balanços positivos das farmacêuticas Merck e Pfizer.

O índice de referência S&P 500 atingiu seu recorde histórico na segunda-feira, impulsionado pelas esperanças de um acordo comercial entre Estados Unidos e China e expectativas de um outro corte de juros pelo Federal Reserve, cuja decisão será conhecida na quarta-feira (30).

Os resultados do terceiro trimestre das empresas do S&P 500 estão sendo melhores do que o esperado, com mais de 78% das 204 empresas que reportaram resultados superando as expectativas de lucro, segundo dados da Refinitiv.