Fusão Kroton e Estácio; tudo para você ler antes de a Bolsa abrir

Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, o Cade deve rejeitar a fusão entre as duas maiores empresas de educação do país

São Paulo – Leia as principais notícias desta quarta-feira (28) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Fusão de Kroton e Estácio será rejeitada pelo Cade, diz jornal. Segundo reportagem do Valor Econômico, ao menos quatro dos sete conselheiros do órgão antitruste votarão contra a fusão das duas maiores empresas de educação do país. Nesta terça-feira, a Kroton fracassou em uma última tentativa para retirar temporariamente o processo do Cade.

Procuradoria cita relato de Léo Pinheiro 60 vezes para pedir condenação de Lula. Reportagem do jornal Folha de S.Paulo aponta que a confissão do empreiteiro da OAS, deve ser um dos principais elementos para a condenação do petista pelo juiz Sergio Moro, caso sejam aceitos os argumentos do Ministério Público Federal.

Temer sofrerá nova denúncia em agosto. A PGR pretende apresentar somente em agosto a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer – essa pelo crime de obstrução de justiça. De acordo com o jornal Valor Econômico, o presidente é acusado de dar anuência à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Estratégia de Janot liquida reforma da Previdência. A decisão do procurador da República de fatiar as denúncias contra o presidente liquidou a possibilidade de a reforma da Previdência ser votada neste ano. Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, não haverá janela para reformas entre o esforço de autopreservação do governo.

Temer insinua que Janot foi beneficiado com delação da JBS. O presidente partiu ontem para o ataque ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que o denunciou pelo crime de corrupção passiva, em conluio com o ex-assessor presidencial Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Janot ajuíza ação em que pede suspensão da lei da terceirização. O procurador argumenta que há inconstitucionalidade na recente mudança de regras do mercado de trabalho e pede a sua suspensão.

Política e mundo

Maduro acusa policial venezuelano de lançar granadas no Supremo. Na tarde desta terça-feira, Oscar Pérez sobrevoou a sede do TSJ em Caracas levando uma mensagem que pedia a liberdade do país e a renúncia do presidente.

Maduro ameaça pegar em armas caso “revolução” seja derrubada. Maduro falava em comício para promover uma votação em 30 de julho para a Assembleia Constituinte, que pode reescrever a Constituição do país.

Temer declara guerra a Janot de olho em defesa na Câmara. Em discurso, Temer insinuou que Janot pode ter se beneficiado financeiramente da ida de um ex-procurador para um escritório que atendeu a JBS. Com foco na defesa do presidente, o Planalto também tenta salvar a reforma trabalhista.

Candidato de Janot é o mais votado da lista de sucessores para PGR. Nicolao Dino defendeu a cassação do mandato de Michel Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Crise política não afetou a economia”, diz Ministério da Fazenda. O secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Fábio Kanczuk, declarou que o país está saindo da recessão.

Salário mínimo na Argentina sobe 24%, para US$ 602. O novo valor foi estabelecido pelo governo depois que representantes de sindicatos e da principal entidade patronal não conseguiram chegar a um consenso.

Enquanto você desligou…

Brasil quer contratar 1.600 fiscais após EUA suspenderem carne. O secretário de Defesa Agropecuária disse que os fornecedores brasileiros estão trabalhando para se adaptar a requisitos mais rigorosos.

Nestlé planeja recompra de US$ 20,8 bi em ações. O acionista norte-americano Third Point LLC iniciou uma campanha para impulsionar o desempenho da companhia.

Chinesa State Power oferece comprar fatia da Cemig em usina. Em maio, a Cemig anunciou que negociava a venda de sua fatia na usina de Santo Antônio, em Rondônia, uma das maiores hidrelétricas do país.

Cemig indica Luís Paroli Santos para ser CEO da Light. Na sexta-feira, a então presidente da Light, Ana Marta Veloso, renunciou ao cargo, que ocupava desde dezembro de 2015.

CVM suspende OPA do Indusval para cancelamento de registro. A CVM determinou o encaminhamento em até 90 dias da documentação atualizada da OPA, considerando o desfecho das tratativas citadas pela empresa.

Governo promoverá privatização da Cesp no exterior, diz fonte. Em paralelo, haverá ainda apresentações para grupos brasileiros, sendo que alguns desses já chegaram a demonstrar interesse na transação.

Agenda do dia

Nesta quarta-feira, o Banco do Brasil divulga seus empréstimos de maio e o Banco Central, o fluxo cambial semanal. Nos Estados Unidos, saem as vendas pendentes de moradias de maio e os estoques de petróleo da semana.