FTSEurofirst fecha em alta e tem maior ganho semanal no mês

Índice que reúne os principais papéis do continente fechou em alta de 0,10 por cento, a 1.307 pontos

As ações europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, marcando o maior ganho semanal em um mês, amparadas pelo rali em ações de recursos básicos e alguns sinais técnicos positivos para compra.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em alta de 0,10 por cento, a 1.307 pontos. O índice, que está cerca de 3 por cento abaixo da máxima em 5 anos e meio atingida em janeiro, acumulou alta de 1,8 por cento nesta semana.

O índice de matérias-primas europeu subiu 1,1 por cento, ampliando os ganhos por expectativas de que a China estimulará a economia e terminando o dia com o maior ganho setorial.

Essa perspectiva ganhou fôlego após o premiê chinês Li Keqiang afirmar na quinta-feira que o maior consumidor de metais do mundo vai acelerar planos de investimento e construção para garantir que a demanda doméstica cresça em ritmo estável.

“O mercado está consolidando-se num nível bastante alto antes que possamos empurrá-lo mais para cima. Precisamos de um catalisador e isso pode vir sob a forma de novas iniciativas do Banco Central Europeu (BCE)”, disse o chefe de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets.

“Os elementos para a continuidade do atual rali estão sobre a mesa. O mercado não está barato mas também não está extremamente caro, e o crescimento econômico vai ser decente. Se você acredita no cenário de melhora econômica gradual, você deveria aplicar nos setores que se beneficiam disso e investir em setores como matérias-primas e bancos”, acrescentou.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,23 por cento, a 6.557 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,50 por cento, para 9.342 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,17 por cento, para 4.335 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,58 por cento, para 20.972 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 retrocedeu 0,27 por cento, para 10.053 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 encerrou em queda de 0,17 por cento, para 7.467 pontos.