Forjas Taurus sobe até 12% em primeiro turno favorável ao Bolsonaro

O presidenciável se comprometeu a afrouxar as leis de controle de armas

São Paulo – As ações da Forjas Taurus abriram o pregão em disparada nesta segunda-feira. Os papéis chegaram a subir 12,50%, sendo negociadas 6,30 reais. No ano, as ações acumulam valorização de 186%.

O bom desempenho dos papéis pode estar relacionado ao desempenho de Jair Bolsonaro, candidato do PSL, às eleições.

O presidenciável se mostra favorável ao armamento da população, o que pode beneficiar a companhia. Bolsonaro se comprometeu a afrouxar as leis de controle de armas e fornecer mais armas de fogo para policiais.

Prejuízo e endividamento

Apesar do otimismo com as ações, o desempenho financeiro da companhia deixa a desejar. A Forjas Taurus registrou prejuízos líquidos todos os anos desde 2013, que cresceram para R$ 286 milhões em perdas no ano passado, o pior já registrado. No ano passado, a dívida da companhia aumentou para R$ 798 milhões no ano passado, enquanto caixa e equivalentes diminuíram para apenas R$ 9,5 milhões.

Com objetivo de reduzir o endividamento, a fabricante de armas, informou na última sexta-feira, que o Conselho de Administração aprovou a emissão de 74 milhões de bônus de subscrição de ações preferenciais,

A emissão será feita em quatro séries. Na primeira, de 25 milhões de bônus, cada bônus será vendido 0,20 real e dará direito à subscrição de uma ação a 4 reais até 5 de abril de 2019.

*com agências