Fitch rebaixa ratings da Camargo Corrêa

Notas foram dadas após compra da Cimpor pela empresa

São Paulo – A Fitch rebaixou os ratings atribuídos ao grupo Camargo Corrêa. Os IDRs (Issuer Default Rating – Rating de Probabilidade de Inadimplência do Emissor) em moeda estrangeira e local passaram de BB+ para BB-. O rating em escala nacional foi para A+. Já a nota atribuída ao crédito de curto prazo nacional passou a ser F1.

A emissão de 1 bilhão de reais em debêntures da empresa recebeu a nota A+. Além disso, as operações de 850 e 600 milhões de reais em debêntures, correspondentes à quarta e oitava emissões, respectivamente, também tiveram seus ratings rebaixados. Eles passaram a ser de A+.

As notas foram atribuídas após a conclusão da oferta pública feita pela empresa que resultou na aquisição de 39,96% da Cimentos de Portugal (Cimpor). A operação movimentou 1,5 bilhões de euros e, com ela, a Camargo Corrêa passou a ter 73% de participação na companhia portuguesa – que se tornou uma subsidiária.

“O rebaixamento reflete as opiniões da Fitch de que a conclusão desta operação é negativo para a qualidade de crédito da Camargo Corrêa considerando a alavancagem que está sendo adicionada ao negócio através desta aquisição”, diz a agência.