Fed dá apoio a Wall Street e S&P sobe em direção a recorde

Banco central dos Estados Unidos reafirmou seu compromisso com manter as taxas de juros baixas

Nova York – As ações dos Estados Unidos avançavam nesta quinta-feira, com o índice S&P 500 enfrentando resistência em torno de níveis recordes, um dia depois de o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, reafirmar seu compromisso com manter as taxas de juros baixas.

Às 11h45 (horário de Brasília), o indicador Dow Jones subia 0,45 por cento, a 17.234 pontos, enquanto o índice Standard & Poor’s 500 tinha valorização de 0,38 por cento, a 2.009 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subia 0,51 por cento, a 4.585 pontos.

O Fed disse na quarta-feira após a conclusão de sua reunião de dois dias que manterá os juros perto de zero por um “horizonte relevante”, o que foi encarado como favorável às ações, uma vez que alguns esperavam que esse trecho fosse retirado do comunicado.

O Dow encerrou a quarta-feira na máxima recorde, enquanto o S&P aproximou-se do recorde intradia.

“O Dow renovou a máxima histórica e então recuou, o que é típico do modo como o mercado vem batendo novos recordes, e esse provavelmente será o caso com o S&P 500”, disse o estrategista técnico chefe da Delta Global Asset Management, Bruce Zaro.

“Hoje o S&P pode marcar uma nova máxima (intradia) nominal, mas eu não acho que seja importante que ele feche em um recorde”.

Os inícios de construção de moradias e as licenças caíram em agosto, mas revisões para cima nos dados do mês anterior sugeriram que o mercado imobiliário continua a melhorar gradualmente.

Dados separados que mostraram forte queda no número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego, sugerindo que a forte desaceleração da abertura de vagas no mês passado provavelmente foi pontual.