Euro tem leve alta após superar US$ 1,23 com Espanha

Moeda do bloco oscilou dentro de uma estreita margem e superar o nível de US$ 1,23 em meio a notícias referentes à Espanha

Londres – O euro opera em ligeira alta ante o dólar, depois de oscilar dentro de uma estreita margem e superar o nível de US$ 1,23 em meio a notícias referentes à Espanha.

Segundo prévia do acordo de ajuda da Espanha com seus parceiros europeus, a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês), o fundo de resgate temporário da zona do euro, vai separar recursos para comprar bônus espanhóis. Como parte do acordo, o fundo fornecerá à Espanha duas linhas de crédito separadas a serem usadas para comprar bônus nos mercados primário e secundário, além de notas subordinadas.

O governo espanhol espera finalizar o acordo durante teleconferência dos ministros das finanças da área do euro, prevista para amanhã. Mais cedo, no entanto, o yield dos bônus espanhóis de 10 anos chegou a superar o patamar preocupante de 7% no mercado secundário, logo após o leilão de títulos do Tesouro espanhol, gerando preocupações de que a Espanha pode vir a perder acesso aos mercados.

Já o dólar recuava ante o iene e em relação a uma série de outras moedas após o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, afirmar ontem durante pronunciamento na Câmara que novas ações para sustentar a recuperação econômica dos EUA são “certamente possíveis”, realimentando esperanças de que o BC dos EUA prepara uma terceira rodada de relaxamento quantitativo.

Geoffrey Yu, estrategista de câmbio do UBS AG, ponderou que o quadro está distorcido por causa dos baixos volumes no mercado de câmbio, que deverão permanecer assim nas próximas semanas, quando Londres, o maior centro cambial do mundo, será anfitriã dos Jogos Olímpicos de 2012. O analista, por outro lado, continua prevendo que o euro cairá para US$ 1,15 no final do ano.

A prévia do acordo da Espanha levou o euro a bater máxima de US$ 1,2324, ante US$ 1,2284 no fim da tarde de ontem. Às 9h07 (de Brasília), o euro subia levemente para US$ 1,2287, mas recuava para 96,53 ienes, de 96,79 ienes, enquanto o dólar cedia para 78,56 ienes, de 78,80 ienes. A libra avançava para US$ 1,5691, de US$ 1,5654. Um novo índice do dólar, o Wall Street Journal Dollar Index, que mede a moeda norte-americana frente a uma cesta de divisas internacionais, operava a 72,022, de 71,81. As informações são da Dow Jones.