Euro recua antes de reunião de Samaras com Eurogrupo

Segundo traders, a moeda foi pressionada por uma ordem de venda no mercado de 500 milhões de euros

Londres – O euro não conseguiu sustentar os ganhos ante o dólar registrados na sessão de terça-feira, visto que os investidores aguardam os desdobramentos de uma reunião nesta quarta-feira do primeiro-ministro da Grécia, Antonis Samaras, com o presidente do Eurogrupo, o grupo de ministros de Finanças da zona do euro, Jean-Claude Juncker. Segundo traders, a moeda foi também pressionada por uma ordem de venda no mercado de 500 milhões de euros (US$ 620 bilhões) que teve a finalidade de manter a taxa de câmbio abaixo de US$ 1,25.

A Grécia voltou ao centro das atenções, após Samaras dizer que o país precisa de mais tempo para cortar gastos e fazer reformas a fim de liberar mais fundos para se manter à tona dois dias antes de conversas cruciais na Alemanha para estender os programas de ajuda gregos.

No mercado de dívida, os custos dos bônus de 10 anos de Portugal continuaram a recuar e o yield (retorno ao investidor) desses títulos caiu abaixo de 9%, um nível bem menor do que o observado antes de o país receber pacote de socorro internacional em maio de 2011. Os títulos portugueses foram beneficiados pelas esperanças em relação ao plano do BCE, que poderá incluir um limite para os custos dos empréstimos entre países com economias fiscalmente enfraquecidas e os bônus de referência da Alemanha, na próxima reunião de política monetária, no dia 6 de setembro.

O iene operava estável em relação ao dólar, após ser pressionado mais cedo por dados da balança comercial do Japão. O déficit comercial do Japão totalizou 517,4 bilhões de ienes (US$ 6,5 bilhões) em julho deste ano, informou o governo japonês, bem pior do que as estimativas dos analistas, que esperavam déficit de 275 bilhões de ienes (US$ 3,4 bilhões) no mês passado. Os dados mostraram como a crise da dívida na Europa e a desaceleração da economia mundial continuam a ameaçar a frágil recuperação da economia japonesa.

Os investidores também aguardam a divulgação da ata da reunião de política monetária do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Fed, nesta quarta-feira. Às 8h50 (pelo horário de Brasília), o euro estava em US$ 1,2451, de US$ 1,2472 no fim da terça-feira em Nova York. O dólar era negociado em 79,26 ienes, de 79,29 ienes na terça-feira. A libra estava em US$ 1,5786, de US$ 1,5785. As informações são da Dow Jones.