Estrangeiros voltam a apostar na alta do Ibovespa

Com perdas acumuladas de quase 6%, os investidores estrangeiros aumentaram a posição comprada no índice

São Paulo – Mesmo com a Bovespa descolada dos mercados internacionais no início desta semana, com perdas acumuladas de quase 6% apenas nos dois primeiros dias úteis dessa semana, os investidores estrangeiros aumentaram a posição comprada (aposta na alta) no Ibovespa, no mercado futuro, praticamente voltando aos níveis observados no começo de outubro.

Segundo dados atualizados pela BM&FBovespa, os não residentes encerraram a sessão de terça-feira, 21, com uma estratégia comprada no derivativo de Bolsa com 70.375 contratos em aberto, resultado de 210.627 contratos na compra e 140.252 contratos na venda.

Um dia antes, essa posição contava com 53.729 contratos em aberto, de um saldo comprado em 48.608 contratos em aberto ao final da semana passada.

A aposta na alta do Ibovespa futuro verificada nesta terça-feira encosta nos resultados observados no início do mês. No primeiro dia de outubro, os “gringos” estavam comprados com 70.525 contratos em aberto.

No dia seguinte, em 2 de outubro, essa posição foi elevada para 73.342 contratos em aberto, a maior posição dos não-residentes no mês, até então.

É válido lembrar que o forte recuo recente da Bovespa, que ontem encerrou no menor nível desde 5 de junho, foi puxado pelo investidor doméstico, em meio às especulações sobre a corrida presidencial.

O movimento dos “locais” vem sendo observado tanto no índice à vista quanto no índice futuro. Operadores das mesas de operações comentam que os investidores estrangeiros têm sido uma das portas de saída do investidor interno, atuando como a contraparte nas ordens de venda.