Espanha capta 4,49 bilhões de euros em bônus a 2 e 5 anos

A captação ocorreu com uma forte alta de juros em um clima de incerteza pela situação da Grécia e da Zona Euro

Madri – A Espanha captou 4,49 bilhões de euros em bônus a 2 e 5 anos, para um objetivo máximo de 4,5 bilhões de euros, com uma forte alta de juros em um clima de incerteza pela situação da Grécia e da Zona Euro.

O Tesouro espanhol captou 2,928 bilhões de euros em obrigações a cinco anos, com uma taxa de juros de 4,848%, contra os 4,489% da emissão anterior do mesmo tipo em setembro, assim como 1,562 bilhão de euros em obrigações “atípicas” a dois anos, para as quais não existe comparação.

Como sempre aconteceu com as emissões espanholas, a demanda foi alta, superando os 7,327 bilhões de euros, o que permitiu ao Tesouro alcançar seu objetivo, cujo máximo havia se situado em 4,5 bilhões de euros, segundo um comunicado do Banco da Espanha.

A Espanha está pagando o preço pela incerteza que reina sobre a Zona Euro desde o anúncio surpresa da convocação de um referendo por parte do primeiro-ministro grego, Giorgos Papandreu, na segunda-feira.

Sinal do receio dos investidores, o prêmio de risco espanhol, a diferença entre o tipo das obrigações a dez anos alemãs, que serve de referência na Eurozona, e o tipo espanhol, se elevava aos 376,2 pontos básicos às 10H15 local (07H15 de Brasília) nesta quinta-feira.

A Bolsa de Madri resistia nesta quinta-feira às turbulências e registrava uma alta de 1,16%, a 8.673,6 pontos às 11H38 local (08H38 de Brasília).