Entenda a metodologia da pesquisa de ações

A pedido de EXAME, a consultoria de informações financeiras Economática criou uma metodologia para analisar informações financeiras de empresas e indicar quais podem ter bons desempenhos na bolsa. O primeiro passo foi pesquisar a variação de preço das ações da Bovespa em 2007. O levantamento foi limitado a papéis com um mínimo de liquidez. Por isso, só foram selecionados aqueles que foram negociados em, ao menos, 50% dos pregões de 2007 e que receberam, no mínimo, uma ordem de compra ou venda nos últimos 22 dias.

Em seguida, a Economática analisou o índice preço-lucro (P/L) de cada uma dessas companhias. Esse indicador mede a relação entre o preço da ação da uma empresa e seu lucro por ação. Serve para indicar o número de anos que o investidor tem de esperar para reaver o dinheiro aplicado recebendo apenas dividendos. Quanto maior o índice, mais cara a ação. A consultoria descobriu as ações que mais subiram em 2007 foram as de companhias que tinham um P/L inferior à media de seus setores. Por isso, só foram indicadas como boas opções de investimento para 2008 as ações de empresas com um P/L menor que a média de seus setores.

“É claro que só essa avaliação não é suficiente para indicar quais ações vão subir mais, mas é um bom parâmetro preliminar”, diz Fernando Exel, presidente da Economática. Por isso, além da pesquisa da consultoria, EXAME ouviu as recomendações de 21 analistas de bancos, corretoras e gestoras de recursps e cruzou as indicações.

Veja abaixo os índices preço-lucro dos principais setores da Bovespa:

Setor P/L em 2007
Agronegócio e pesca 42,5
Alimentos e bebidas 19,3
Comércio 49,8
Construção 56,5
Eletroeletrônicos 27,5
Energia elétrica 12,4
Finanças e seguros 13,5
Minerais não metálicos -66,8
Mineração 14,2
Máquinas industriais 27,3
Outros 17,2
Papel e celulose 13,5
Petróleo e gás 10,9
Química 12,4
Siderurgia e metalurgia 14,1
Software e dados 15,3
Telecomunicações 12,9
Têxtil -65,4
Transportes 39,5
Veículos e peças 32,0

Os preços-alvo das ações indicadas

Confira abaixo a lista dos preços-alvo para os próximos 12 meses das 20 ações que prometem ser bons investimentos em 2008, segundo a pesquisa EXAME/Economática. Os valores foram calculados com base nas cotações médias informadas pelos 21 bancos e corretoras consultados para a reportagem (veja abaixo).

Setor: INFRA-ESTRUTURA
Tenda (TEND3) – 14 reais
CCR Rodovias (CCRO3) – 39 reais
Weg (WEGE3) – 30,50 reais
AES Tietê (GETI4) – 8,5 reais
CPFL (CPFE3) – 43 reais

Setor: CONSUMO
Ideiasnet (IDNT3) – 12 reais
B2W (BTOW3) – 110 reais
Lojas Renner (LREN3) – 44 reais

Setor: COMMODITIES
Vale (VALE5) – 67 reais
Gerdau (GGBR4) – 71 reais
Usiminas (USIM5) – 110 reais
Petrobras (PETR4) – 107,50 reais
Aracruz (ARCZ6) – 15 reais

Setor: AGRONEGÓCIO
Perdigão (PRGA3) – 58 reais
Sadia (SDIA4) – 12 reais
SLC AGRÍCOLA (SLCE3) – 24 reais

Setor: BANCOS
Daycoval (DAYC4) – 23 reais
Itaúsa (ITSA4) – 15,50 reais
Banrisul (BRSR6) – 14 reais
Unibanco (UBBR11) – 29 reais

Lista de bancos e corretoras consultados:

ABN Corretora
Agora Sênior
Banif Nitor
Coinvalores
Concórdia
Daycoval
EM Financial Services
Fator
Geração Futuro
Itaú Corretora
Legg Mason
Link
Nest
Paraty
Perfin
Prosper
Rio Bravo
Spinelli
Templeton
Unibanco
Win (Alpes)