Eneva, ex-MPX, terá novo código na Bovespa

Depois da mudança de nome, antiga companhia de Eike Batista passará a negociar como ENEV3

São Paulo* – Dando sequência à sua mudança de nome de MPX para ENEVA, as ações de emissão da ENEVA serão negociadas na Bovespa sob o código ENEV3 a partir de terça-feira.

A mudança começou um junho, quando a MPX finalizou um acordo de acionistas para ampliar a participação da empresa alemã E.ON. Pelo acordo, por 1,5 bilhão de reais, a participação da E.ON na MPX passou para 36,2%, tornando a companhia alemã principal acionista da empresa. Acredita-se que, com a venda do controle da MPX, a E.ON teria assumido 66% da dívida que as empresas X tinham junto ao BNDES, o que daria 4 bilhões de reais.

Em setembro, a MPX mudou seu nome para Eneva, com o objetivo de desvincular a empresa da imagem do empresário Eike Batista com a exclusão da letra “X”, a marca dos negócios do empresário.

Eike Batista

Nesta semana, o empresário Eike Batista cedeu o controle de seu porto de minério de ferro para a trading holandesa Trafigura Beheer e para o fundo soberano de Abu Dhabi, Mubadala, em um acordo de 996 milhões de dólares.

A OGX ainda não pagou juros de 44,5 milhões de dólares de títulos neste mês e dependendo do rumo das negociações com os credores, a empresa corre o risco de ir à falência.

*Atualizada às 13:51 após a empresa informar que o novo código será usado a partir do dia 22 de outubro, ao invés do dia 18, como divulgado anteriormente.