A Eletropaulo italiana e tudo para ler antes de a Bolsa abrir

A companhia italiana superou sua rival Iberdrola pela transação, que a tornará a líder no mercado brasileiro de distribuição de eletricidade

São Paulo – Leia as principais notícias desta terça-feira (5) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

A italiana Enel paga R$ 55 bi por 70% da Eletropaulo e fica com o controle da empresa. Negócio envolverá pagamento de R$ 45,22 por ação da distribuidora paulista, em um total de 122,79 milhões de papéis da companhia

Presidente do Conselho da Starbucks, Howard Schultz, renuncia ao seu cargo. Ele, que é o fundador da rede internacional de cafeterias, será sucedido pelo ex-presidente da J.C. Penney, Myron Ullman, de acordo com o Wall Street Journal.  Especula-se que Schultz esteja se preparando para concorrer a um cargo político.

Greve afeta Petrobras e muda ranking das ações mais indicadas para junhoApós meses no topo das indicações, os papéis preferenciais da estatal caíram para a segunda colocação neste mês. 

Preso, Lula testemunha por Cabral e lança candidatura. O ex-presidente presta depoimento nesta terça-feira como testemunha de defesa do ex-governador do Rio, e lança a sua candidatura na sexta-feira.

Congresso analisa projetos para caminhoneiros. Os deputados devem analisar nos próximos dias o projeto de lei 4860/16, que regulamento o transporte rodoviário de cargas.

Quem Gilmar Mendes soltará hoje? O ministro do Supremo Tribunal Federal já soltou 19 presos desde o dia 15 de maio. O argumento é de que os crimes não se configuram como violentos ou de grave ameaça.

Política e Mundo

Presidente do BNDES defende reforma tributária modular e gradual. Dyogo Oliveira também sugeriu que a arrecadação de impostos se concentre em alguns setores e produtos.

AGU diz que irá recorrer de decisão que determina CPI da dívida pública. A determinação dá um prazo de 30 dias para a instauração da CPI e atende a um pedido da Associação Auditoria Cidadã da Dívida.

Tucanos de alto escalão lançam manifesto por união do centro na eleição. Documento, que será apresentado a pré-candidatos como Geraldo Alckmin e Marina Silva (Rede), aponta o riscos da fragmentação do centro político nas eleições.

Cármen Lúcia tira da pauta do STF ação sobre parlamentarismo. Decisão ocorre após políticos petistas apresentarem pedido para desistir de processo judicial que discutia a mudança no regime de governo do país.

Vice-presidente dos EUA visitará o Brasil no fim de junho. Em 26 de 27 de junho, Mike Pence passará por Brasília e por Manaus, onde visitará acampamentos de refugiados venezuelanos e hospitais.

Sete países pedem suspensão da Venezuela na OEA. Brasil, Argentina, Canadá, Chile, EUA, México e Peru citaram artigos da Carta Democrática Interamericana para “promover a normalização democrática” no país.

México denunciará EUA na OMC por tarifas sobre aço e alumínio. País latino afirma que tarifas violam o Acordo sobre Salvaguardas da entidade e o Acordo Geral sobre Tarifas Aduaneiras e Comércio de 1994.

Rússia quer “União Europeia unida e próspera”, afirma Putin. Líder destacou que a UE é a principal parceira comercial da Rússia e negou acusações de que seu país tenta perturbar a coesão do bloco econômico.

Guia supremo do Irã adverte União Europeia. Khamenei e outras autoridades iranianas advertiram em várias ocasiões que o país descumprirá o acordo nuclear caso não obtenha algo em troca.

Enquanto você desligou…

México só aprovará compra da Monsanto pela Bayer com venda para Basf. Medida tem objetivo de evitar que a Bayer se torne a única fornecedora de sementes transgênicas de algodão.

CSN assina acordo judicial para prevenção de acidentes. Plano prevê ações para garantir proteção dos trabalhadores a partir do uso de equipamentos de segurança e por meio da adaptação das máquinas e equipamentos.

Agenda

Nesta terça-feira, saem os dados de produção industrial de abril e o IPC-Fipe de maio. Nos Estados Unidos, os destaques são as ofertas de Emprego JOLTs de abril e o índice de atividade dos gerentes de compras (PMI) ISM Não-Manufatura de maio. Já na zona do Euro, serão divulgadas as vendas no varejo em abril.