Empresa de Buffett quebra novo recorde histórico de preço

O bilionário sempre evitou o desdobramento das ações da Berkshire Hathaway; papel da empresa acaba de passar a marca de 200 mil dólares na Nyse

São Paulo – As ações da Berkshire Hathaway, empresa do bilionário Warren Buffett, ultrapassaram hoje a marca de 200 mil dólares pela primeira vez na história. Nesta manhã, os papéis da companhia operavam em alta de 0,91%, valendo 201 mil dólares.

Mas qual a razão para uma única ação custar tanto?

Buffett sempre evitou o desdobramento das ações da Berkshire Hathaway, uma prática usada por diversas companhias que visa multiplicar o número de papéis em circulação com o objetivo de torná-los mais acessíveis aos investidores.

Para o bilionário, o atual patamar de preço das ações da Berkshire atrai investidores mais qualificados e livra a companhia de especuladores.

“Caso fizéssemos o desdobramento das ações, estaríamos atraindo um tipo de investidor inferior aos já existentes”, já declarou o Oráculo de Omaha.

Dividendos? Nem pensar!

Buffett também tem evitado o pagamento de dividendos ou a recompra de ações, preferindo utilizar os recursos em novas aquisições ou participações em companhias rentáveis. Para ele, pagar dividendos seria admitir que não é capaz de investir todo o lucro da empresa.

“Cada dólar reinvestido pela Berkshire criou mais de um dólar em valor de mercado”, já defendeu Buffett em encontros com investidores.

No início dom ano, o megainvestidor pediu aos acionistas da Berkshire para votarem contra uma proposta que previa o pagamento de 48,2 bilhões de dólares em dividendos. A medida mudaria a política da Berkshire Hathaway, que não paga dividendos desde 1967.