Embraer sobe quase 23% na Bolsa com rumores de compra

Embraer ganha mais de R$ 2,5 bilhões em valor de mercado com rumor de compra

São Paulo — As ações da Embraer fecharam em alta de quase 23% nesta quinta-feira, após informação sobre uma potencial combinação com a norte-americana Boeing.

De acordo com reportagem do Wall Street Journal, a Boeing e a Embraer estariam discutindo um acordo que envolveria um prêmio relativamente grande para a empresa brasileira.

As duas companhias confirmaram a informação, mas disseram que “não há garantias de que qualquer transação resultará dessas discussões” e que não pretendem fazer comentários adicionais sobre o tema.

“Qualquer transação estaria sujeita à aprovação do governo brasileiro e agências reguladoras do Brasil, bem como dos respectivos conselhos e dos acionistas da Embraer”, dizem as empresas em fato relevante.

Após a confirmação, os papéis da Embraer chegaram a subir 39,5%. Devido à alta volatilidade, as negociações foram suspensas na bolsa paulista pelo menos duas vezes. 

Com os ganhos de hoje, a companhia brasileira terminou o dia valendo em torno de 14,8 bilhões de reais — cerca de 2,5 bilhões de reais a mais do que ontem.

Na bolsa de Nova York, o dia também foi de fortes ganhos. Por volta das 18h20 (horário de Brasília), os ADRs da Embraer registravam ganhos de 21%, a 24,58 dólares.

Governo descarta

 O presidente Michel Temer descartou nesta quinta-feira a possibilidade de a Embraer ter seu controle vendido, disse o jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com o jornal, Temer afirmou em reunião com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e com o comandante da Força Aérea Brasileira (FAB), brigadeiro Nivaldo Rossato: “No meu governo a Embraer jamais será vendida”.

O governo brasileiro tem uma golden share na Embraer que lhe dá poder de veto a uma eventual troca de controle acionário da companhia.

As golden shares (ações de ouro ou ações douradas, em tradução livre do inglês) são ações de classe especial presentes em empresas estatais ou de capital misto.

Tais papéis pertencem ao Estado, que garante com eles direitos especiais de caráter estratégico, como o poder de veto de algumas decisões.

Além da Embraer, a União mantém atualmente golden shares da Vale, e do Instituto de Resseguros do Brasil (IRB), que chegou à Bolsa neste ano.