Em dia de sobe e desce, dólar fica perto da estabilidade

Nos três últimos pregões, a divisa norte-americana acumulou alta de 2,7 por cento, diante da retração do PIB e da deterioração das contas públicas do país

São Paulo – O dólar variava perto da estabilidade em relação ao real nesta segunda-feira, com o mercado sensível oscilando entre leves altas e baixas diante de expectativas com a redução dos estímulos monetários dos Estados Unidos.

Às 12h13, o dólar tinha variação positiva de 0,01 por cento, a 2,3793 reais na venda, depois de subir e atingir máxima de 2,3825 no dia. Segundo dados da BM&F, o volume de negociação estava bastante reduzido em torno de 141 milhões de dólares.

“O mercado está muito sensível, num fim de ano complicado.

Tem sazonalidade com remessa de dividendos, tem expectativa de redução dos estímulos nos EUA. E por essa sensibilidade, fica sem norte entre comprados e vendidos”, afirmou o especialista em câmbio da Icap, Ítalo dos Santos.

A criação do emprego no setor privado dos Estados Unidos mostrou que foram abertos 215 mil postos de trabalho em novembro, superando as expectativas de economistas consultados pela Reuters de um aumento de 173 mil.

O resultado sugere uma atividade econômica mais forte nos EUA, favorecendo as apostas de que o banco central norte-americano, começará a reduzir seu programa de compra de ativos, no valor de 85 bilhões de dólares mensais, em breve. E isso dá fôlego ao dólar.

Mais cedo, porém, o dólar registrava queda mais acentuada ante o real, devolvendo parte dos ganhos das sessões anteriores.

Nos três últimos pregões, a divisa norte-americana acumulou alta de 2,7 por cento, diante da retração do Produto Interno Bruto (PIB) e da deterioração das contas públicas do país, que deixou investidores cautelosos sobre a saúde da economia brasileira.

Nesta manhã, o BC brasileiro ainda deu mais um passo em seu programa de atuações diárias, com a venda de 10 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em 2 de junho de 2014.

Os papeis para 5 de março não foram vendidos. O volume financeiro do leilão foi de 496 milhões de dólares.