Eike planeja abrir capital da AUX e abandona plano de IPO da EBX

Eike afirmou que listará ações da AUX em Bogotá, Londres e São Paulo dentro de um ano, além de abrir o capital de sua unidade colombiana de carvão

São Paulo –  O bilionário Eike Batista disse que planeja abrir o capital de sua unidade de mineração de ouro na Colômbia e que a companhia vale pelo menos três vezes mais do que o preço atual.

Eike, o homem mais rico do Brasil, listará ações da AUX em Bogotá, Londres e São Paulo dentro de um ano, além de abrir o capital de sua unidade colombiana de carvão, disse o empresário hoje na sede da Bloomberg em Nova York. O EBX Group Ltd., que segundo planos anteriores de Eike também seria objeto de uma abertura de capital, “nunca” será uma empresa aberta, disse ele.

O bilionário vai investir cerca de US$ 100 milhões na Ventana Gold Corp., que terá o nome alterado para AUX, e pode estudar a compra de mais ativos antes de emitir ações da empresa. A Ventana, com sede em Vancouver e ativos na Colômbia, vale pelo menos US$ 4,5 bilhões, disse Eike. Na oferta de compra não solicitada feita pelo empresário, o valor da companhia foi de US$ 1,58 bilhão.

“O motivo pelo qual compramos a Ventana é que vejo que os ativos são três vezes maiores do que os antigos donos da empresa achavam”, disse Eike.

O empresário, que comprou sua primeira mina de ouro aos 24 anos de idade, controla 91 por cento da Ventana desde 3 de março, depois de conseguir adesão para sua proposta não solicitada de compra das ações da companhia canadense. Ele também disse que pretende levantar até US$ 1,5 bilhão com a abertura de capital da CCX, unidade colombiana de carvão da da MPX Energia SA.

“Tenho agora duas novas empresas que terão capital aberto dentro de um ano”, disse ele.

Eike também planeja listar em Londres as ações de todas as suas cinco empresas hoje negociadas em São Paulo, como forma de atrair mais investidores internacionais, disse ele.