Ecorodovias sobe 10% na bolsa com chegada de sócio italiano

O Grupo CR Almeida acertou a entrada do italiano Grupo Gavio no controle da empresa por meio de um aporte de capital de 2,224 bilhões de reais

São Paulo – As ações ordinárias da Ecorodovias registraram ganhos de 10% na máxima desta sexta-feira. Os papéis contrariam a queda do Ibovespa, que caía mais de 2% pressionada pela possível saída do ministro da Fazenda, Joaquim Levy e pelo andamento do impeachment.

O bom desempenho das ações da Ecorodovias se deve a notícia de que o Grupo CR Almeida, controlador da companhia, acertou a entrada do italiano Grupo Gavio no controle da empresa por meio de um aporte de capital de 2,224 bilhões de reais.

De acordo com comunicado divulgado nesta sexta-feira, será criada uma nova empresa, para a qual será transferida a totalidade da participação na EcoRodovias detida pela holding Primav, controladora da EcoRodovias que por sua vez é controlada pelo Grupo CR Almeida.

O Grupo CR Almeida terá 50% do capital votante da nova empresa e o Grupo Gavio terá o restante, além de 100% das ações preferenciais. Assim, a CR Almeida ficará com 35,9% do capital total da nova empresa e o grupo italiano com os 64,1% restantes.

O Grupo Gavio é um dos maiores conglomerados de infraestrutura da Itália, com duas holdings listadas na bolsa de Milão, ASTM e SIAS, e teve receita de 3,9 bilhões de euros em 2014.

A CCR disse ainda que conclusão do negócio não está sujeita à aprovação das autoridades concorrenciais brasileiras, já que o Grupo Gavio não tem atividades no Brasil.

Desde janeiro, as ações da Ecorodovias acumulam perdas de mais de 41%.