Dow Jones fecha praticamente estável

O seletivo S&P 500 teve alta de 0,13%, até 1.459,32, e o índice composto do mercado Nasdaq perdeu 0,03% até 3.177,8

Nova York – A Bolsa de Wall Street fechou praticamente estável nesta terça-feira e o Dow Jones Industrial, seu principal indicador, subiu 0,09%, até os 13.564,79 pontos.

O seletivo S&P 500 teve alta de 0,13%, até 1.459,32, e o índice composto do mercado Nasdaq perdeu 0,03% até 3.177,8.

Depois do otimismo da semana passada nos mercados após as novas medidas de estímulo anunciadas pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano), a incerteza se instalou hoje no pregão nova-iorquino desde o primeiro minuto das transações.

Durante o dia foi anunciado que o déficit por conta corrente dos Estados Unidos se reduziu 12,1% no segundo trimestre, enquanto a empresa FedEx (-3,06%) apresentou resultados trimestrais que não satisfizeram as expectativas dos investidores.

O outro lado da moeda veio pelas mãos da Apple, que somou um novo marco em sua história após suas ações fecharem pela primeira vez acima da barreira dos US$ 700 (US$ 701,91) após registrar uma alta de 0,3%.

A imensa maioria dos setores de Wall Street terminou com perdas, como o de transportes (-0,73%), o energético (-0,59%), o financeiro (-0,11%) e o tecnológico (-0,01%), enquanto o sanitário subiu 0,33%.

Pouco mais da metade dos 30 componentes do Dow Jones terminaram em números vermelhos, entre eles Alcoa (-0,94%), American Express (-0,86%), United Technologies (-0,82%) e Dupont (-0,81%).

Do lado positivo ficaram a Kraft (1,83%), a Caterpillar (1,17%), o McDonald’s (1,02%) e a General Electric (0,86%).

Em outros mercados, o petróleo do Texas caiu para US$ 95,29, o ouro subiu até US$ 1.773,4 a onça, o dólar ganhava terreno perante o euro (cotado a US$ 1,3046), e a rentabilidade da dívida pública americana a dez anos recuava para 1,81%.